Economia

Moody's baixa rating espanhol em três níveis

Moody's baixa rating espanhol em três níveis

A agência de notação Moody's anunciou esta quarta-feira a descida do rating da dívida soberana espanhola a longo prazo em três níveis de A3 para Baa3, com perspetiva negativa, o que pode levar a futuras reduções.

Além da dívida soberana, a Moody's baixou também em valores idênticos (de A3 para Baa3) o rating do Fundo de Reestruturação Ordenada Bancária (FROB), a estrutura a quem caberá gerir os 100 mil milhões de euros europeus para o saneamento do setor bancário espanhol.

No que toca à avaliação a curto prazo, tanto a dívida soberana como o Frob caíram um nível de P2 para P3.

Num comunicado divulgado ao final da noite de hoje (hora local em Madrid), a agência explica que a decisão se prende com três fatores: o peso do empréstimo europeu de 100 mil milhões de euros na dívida do país, o limitado acesso do Governo aos mercados financeiros e a fraqueza da economia espanhola.

Para a Moody's, o facto de Espanha recorrer à ajuda europeia para os seus bancos "aumentará o peso da dívida do país, que aumentou dramaticamente desde o início da crise financeira".

Ao mesmo tempo, considera, "o Governo tem acesso muito limitado aos mercados, como se demonstra pela necessidade de recorrer aos fundos europeus para os fundos de recapitalização" e pela "crescente dependência nos bancos domésticos como principais compradores" da dívida pública espanhola, sendo que estes, por seu lado, recebem fundos do Banco Central Europeu.

"A continuada fraqueza da economia espanhola leva a que o enfraquecimento da capacidade financeira do Governo e a sua maior vulnerabilidade a uma eventual paragem de financiamento seja uma preocupação maior do que se houvesse expetativas razoáveis de um crescimento económico vigoroso nos próximos três anos", considera.

PUB

No caso do FROB, a Moody's recorda que a dívida da estrutura é "completa e incondicionalmente garantida pelo Governo espanhol".

A agência de notação explica que mantém a perspetiva negativa, sob avaliação, para Espanha, à espera do processo de análise independente ao sistema financeiro espanhol, as condições impostas ao empréstimo europeu e as condições para o saneamento da banca.

A Moody's estudará ainda eventuais iniciativas adicionais na zona euro e adverte que o rating de Espanha "como de outros países da zona euro pode ser adversamente afetado se o risco da Grécia sair da zona euro aumentar mais".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG