Exclusivo

Na fronteira com Espanha, não há desconto que faça os clientes parar

Na fronteira com Espanha, não há desconto que faça os clientes parar

José Luís não recebeu informação no posto e sabe pouco sobre o programa IVAucher. Defende que a solução era baixar os impostos.

José Luís Silva, 66 anos, caminha de mãos nos bolsos e a passo lento pelo posto de combustível (da Galp), que gere há cerca de 18 anos junto à Estrada Nacional 13, na entrada sul da cidade de Valença. Por ali também anda a velha cadela Noa, a arrastar-se cambaleante. A quietude do posto contrasta com o trânsito constante na estrada. Algumas viaturas param na padaria ao lado. Outras utilizam o espaço como uma espécie de "rotunda" para voltar para trás no seu percurso. Em hora e meia que o JN esteve no posto, duas pessoas pararam para abastecer.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG