Economia

Novo corte de salários na Função Pública

Novo corte de salários na Função Pública

A subida das contribuições para a CGA de 11% para 11,2% vai baixar o rendimento líquido aos cerca de 140 mil funcionários públicos e trabalhadores de empresas públicas que ganham menos de 675euro/mês.

No Documento de Estratégia Orçamental (DEO), o Governo compromete-se a devolver em 20% o corte salarial que está a ser aplicado desde 2011 e que no início de 2014 foi alargado a todos os que ganham por mês mais de 675euro.

No mesmo momento, foi também anunciada uma subida de 0,2 pontos percentuais das contribuições dos trabalhadores para os sistemas de previdência (Caixa Geral Aposentações e Segurança Social).

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG