Lançamento

Novo Toyota Yaris Cross quer liderar segmento

Novo Toyota Yaris Cross quer liderar segmento

A Toyota acaba de lançar em Portugal o seu mais pequeno SUV, o Yaris Cross, com o qual passa a estar presente nos principais segmentos do mercado com este tipo de carroçaria. Fiel ao seu pioneirismo na eletrificação automóvel, a marca japonesa confia na versão híbrida para se tornar líder no segmento.

A apresentação foi feita na zona de Óbidos, mas o JN pode conduzir o novo SUV durante mais de 500 quilómetros e acreditamos que o Yaris Crosse vai fazer mossa no mercado.

Mais do que do que média de consumo que registamos (6,5 l/100km, maioritariamente em autoestrada), ressalta o conforto do Cross, o espaço a bordo, a capacidade da bagageira, que atinge os 397 litros cm os bancos na sua posição normal e os 1.097 litros com eles rebatidos, o silencio, a facilidade com que se devoram quilómetros em autoestrada, em traçados mais sinuosos, onde brilha uma direção muito precisa e informativa e mesmo algumas capacidade fora de estrada.

A este propósito, diga-se que no próximo ano chegará ao mercado nacional a versão de tração integral, assegurada por um motor elétrico no eixo traseiro.

Num curto trajeto na zona de Óbidos, que por rolarmos em caravana, emulou um pouco o trânsito citadino, o Yaris Cross contentou-se com uma média de 4,5 l/100km.

Continuando nos números, o SUV tem 1560 mm de altura (mais 95 mm que o Yaris Hatchback, é 20 mm mais largo (1765 mm) e 240 mm mais comprido (4180 mm). A distância entre eixos manteve-se a mesma (2560 mm), mas a altura ao solo sofreu um grande incremento, passando dos 25 mm para 170 mm.

Ganha o condutor, em visibilidade, e a estética, pois fá-lo parecer um todo-o-terreno (e veremos o que vale a variante de AWD quando chegar ao nosso país).

PUB

Por outro lado a aposta estética, sendo de apreciação subjetiva, também parece estar ganha à partida, em particular no dourado com tejadilho preto do exemplar que conduzimos, que lhe realça as formas e atrai os olhares.

Técnica

O Cross, que mereceu um investimento de 400 milhões de euros na fábrica francesa de Vallencienes para que pudesse ser produzido em simultâneo com o Yaris Hatchback, é movido pela motorização eletrificada com a tecnologia híbrida de quarta geração da Toyota, com um motor Hybrid Dynamic Force de 1,5 litros, que atinge uma eficiência térmica de 40% (o que significa que é usada mais energia por cada gota de combustível para alimentar o carro).

O motor Hybrid Dynamic Force é mais silencioso durante a aceleração e a potência máxima combinada do sistema (motor a gasolina e motor elétrico) é de 116 cavalos, gastando, de acordo com a marca, 4,5-5,0 l / 100 km e 101-113 g / km (4,7-5,1 l / 100km e 106-116 g / km com AWD-i (tração à quatro rodas).

Por encomenda está ainda disponível uma versão a gasolina, com motor 1,5l e 125 cavalos e um consumo combinado de 5,9 l/100km.

Em termos de prestações, os híbridos têm uma velocidade máxima de 170km/h e aceleram os 0 aos 100/km em 11,2 segundos (180 km/ e 10,9 segundos para a versão a gasolina).

Variando de acordo com o nível de equipamento, o Yaris Cross é equipado com jantes de liga leve prateadas de 16 polegadas, de 17 e 18 polegadas. Existem 10 opções de cor de carroçaria, incluindo novos tons pérola e metalizados; e para níveis de equipamento superiores está disponível um acabamento bicolor com teto preto, dourado ou branco.

Segurança

Saliente-se que todos o Yaris Cross dispõem de série do Sistema de Pré-colisão (PCS) com deteção de veículos, deteção de peões de dia e de noite, deteção de ciclistas de dia, Assistência de Viragem em cruzamentos e Assistência de Direção de Emergência, Cruise Control Adaptativo, Alerta de Saída de Faixa (LDA), Assistência à Manutenção de Faixa (LTA), , Reconhecimento de Sinais de Trânsito (RSA) ou Luzes de Máximos automáticas (AHB) (ou Sistema de Máximos Adaptivo opcional com óticas totalmente LED).

A gama compõe-se das versões Comfort, Comfort Plus, Exclusive, Square Edition, Luxury e Premier Edition. Os preços da gama híbrida vão dos 23.990 aos 32.390 euros.

O 1.5 exclusivamente a gasolina pode ser comprado a partir dos 21.790 e s 24.980 euros (disponível apenas nas três primeiras versões).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG