INE

Número de passageiros nos aeroportos duplica para 3,6 milhões em setembro

Número de passageiros nos aeroportos duplica para 3,6 milhões em setembro

Os aeroportos portugueses registaram um movimento de 3,6 milhões de passageiros em setembro, mais 95,8% face a igual mês do ano passado, revelou esta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

No que respeita ao movimento de carga e correio, este totalizou 16,8 mil toneladas no mês de setembro, o que representou uma subida de 35% em termos homólogos.

No entanto, o movimento de passageiros diminuiu 39,3% e o movimento de carga e correio caiu 5,2% em setembro deste ano, quando comparando idêntico mês de 2019, segundo o INE.

Nos primeiros nove meses deste ano, observou-se um aumento de 3,6% no movimento de passageiros nos aeroportos nacionais face ao igual período do ano anterior, contra uma queda de 67,3% no período homólogo em 2020 e um aumento de 6,9% no mesmo período de 2019.

O INE refere ainda que comparando com o mesmo período de 2019 a queda foi de 66,1%.

Até setembro, França foi o principal país de origem e de destino dos voos, seguindo-se, com um volume de passageiros significativo, mas mais reduzido, o Reino Unido e a Alemanha.

Em termos de passageiros desembarcados nos aeroportos nacionais no mês de setembro, o INE revela que 76,9% corresponderam a tráfego internacional (76,0% no período homólogo), sendo na sua maioria são provenientes dos aeroportos do continente europeu (67,6%).

PUB

Quanto aos passageiros embarcados, 77,4% corresponderam a tráfego internacional (78,7% no período homólogo), tendo como principal destino aeroportos localizados no continente europeu (70%).

No mês de setembro, por seu turno, aterraram nos aeroportos nacionais 15,8 mil aeronaves em voos comerciais, transportando 3,6 milhões de passageiros (embarques, desembarques e trânsitos diretos), sendo que foram movimentadas 16,8 mil toneladas de carga e correio, o que corresponde a aumentos homólogos de 46,4%, 95,8% e 35%, pela mesma ordem.

No caso de se comparar com setembro de 2019, registou-se uma queda de 27,0% no número de aeronaves aterradas, um recuo de 39,3% nos passageiros movimentados e uma quebra de 5,2% no movimento de carga e correio (-25,0%, -39,9% e -5,2% em agosto de 2021 face ao mesmo mês de 2019, respetivamente).

Nos primeiros nove meses deste ano, o aeroporto de Lisboa movimentou 44,9% do total de passageiros (7,1 milhões), o que correspondeu a uma queda homóloga de 8,8%.

No sentido inverso, o aeroporto de Faro registou até setembro um aumento de 14,5% no movimento de passageiros (2,1 milhões), apesar do valor se encontrar ainda distante do observado no mesmo período em 2019 (7,4 milhões de passageiros e uma queda de 71,8%), assinala o INE.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG