PROCURA UMA EMPRESA?

PESQUISE POR NOME, NIF OU MARCA, GRATUITAMENTE!

Relatórios de todas as empresas portuguesas

INE

Número de turistas em Portugal cresce 7,5%

Número de turistas em Portugal cresce 7,5%

O número de turistas em Portugal atingiu os 22,8 milhões em 2018, mais 7,5% face ao ano anterior, apesar deste crescimento ter sido inferior ao estimado para o ano passado (+16,6%).

De acordo com a publicação Estatísticas do Turismo 2018, do Instituto Nacional de Estatística (INE), a Espanha mantém-se como sendo o principal mercado emissor de turistas internacionais, com uma quota de 25,4%.

Sobre a atividade do setor do alojamento turístico, o INE refere que, no ano passado, o número de hóspedes cifrou-se em 25,2 milhões e as dormidas 67,7 milhões, o que correspondeu a aumentos de 5,1% e 3,1%, respetivamente, contra crescimentos em 2017 de 12,9% e 10,8%, pela mesma ordem.

No ano passado, na hotelaria os turistas representaram 81% dos hóspedes e 83,6% das dormidas, seguindo-se o alojamento local com 15,6% e 13,8%, respetivamente.

No documento pode ler-se ainda que o turismo no espaço rural e de habitação surge na terceira posição no ano passado em termos de hóspedes e de dormidas, com uma quota de 3,4% e 2,6%, pela mesma ordem.

O INE realça ainda que o mercado interno assegurou 19,9 milhões de dormidas (29,4% do total) e evidenciou um aumento de 6,5% em 2018 (+7,3% em 2017).

Quanto às dormidas dos mercados externos (70,6% do total), realça que registaram um crescimento significativamente inferior (+1,8%, após +12,2% no ano precedente) e atingiram 47,8 milhões.

Em 2018, os residentes em Portugal realizaram 22,1 milhões de deslocações turísticas, o que correspondeu a um crescimento de 4,2%, mas que denota um abrandamento face à subida de 5% em 2017 e de 5,4% em 2016.

As viagens turísticas em território nacional atingiram 19,6 milhões, refletindo um aumento de 3,2%, contra uma subida de 4,1% no ano anterior.

O INE refere ainda que as deslocações para o estrangeiro (2,5 milhões) representaram 11,3% do total, tendo-se observado um aumento de 13,3%, que compara com um crescimento de 13,1% em 2017.