Exclusivo

"Parece que nunca somos o suficiente, quando procuramos trabalho"

"Parece que nunca somos o suficiente, quando procuramos trabalho"

Sazonalidade da agricultura, oferta e a procura desajustadas às necessidades explicam tendência em Bragança.

O número de desempregados aumentou no distrito de Bragança, principalmente entre junho e agosto. Sofia Freire, licenciada em Direito, foi uma das atingidas. Está sem ocupação desde maio. "Já trabalhei numa leiloeira e numa imobiliária. Agora procuro trabalho na minha área", explicou Sofia, que vive em Bragança.

Parece existir um desajuste entre oferta e procura, segundo a advogada, que só encontra anúncios de emprego fora do distrito. "Cá, só pedem para restaurantes ou supermercados, mas no meu caso dizem que tenho habilitações a mais. Outras vezes tenho a menos. Parece que nunca somos o suficiente, quando se procura trabalho", confessou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG