Zona Euro

Passos Coelho diz que saída da Grécia do euro não foi discutida em Bruxelas

Passos Coelho diz que saída da Grécia do euro não foi discutida em Bruxelas

O primeiro-ministro Pedro Passos Coelho garantiu que uma eventual saída da Grécia do euro nem sequer foi discutida na reunião informal de líderes europeus, realizada na quarta-feira em Bruxelas, e sublinhou a importância de evitar mensagens alarmistas.

Questionado no final de uma reunião de chefes de Estado e de Governo da União Europeia sobre as notícias de alegados planos de contingência que os países do euro teriam ficado de elaborar para enfrentar uma eventual saída da Grécia do espaço monetário único, Passos Coelho afirmou categoricamente que "não foi uma matéria que tenha sido tratada nesta reunião".

"Julgo que há uma intenção clara de não interferir no processo eleitoral na Grécia", disse, alertando para o risco de mensagens "mais aprofundadas" poderem prestar-se a "leituras" indesejáveis, numa altura particularmante delicada, entre as eleições de 6 de maio, das quais não foi possível formar um governo, e aquelas já agendadas para 17 de junho.

O primeiro-ministro remeteu para a curta declaração lida pelo presidente do Conselho, Herman van Rompuy, no final do encontro, e que traduz, no essencial, a expetativa de todos os Estados-membros "de que a Grécia se possa manter dentro da zona euro" e a convicção de que Atenas honrará os seus compromissos, e como contrapartida a UE manterá a sua mobilização e solidariedade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG