BMW Group: Sustentabilidade no ADN

BMW Group: Sustentabilidade no ADN
Produzido por:
Brand Story

A sustentabilidade está no centro da estratégia corporativa do BMW Group. Desde os produtos que comercializa até à forma como os pensa e desenvolve, passando pelas ferramentas de software que promovem uma utilização mais sustentável por parte dos clientes.

O BMW Group continua comprometido com as suas ambiciosas metas de sustentabilidade e está a impulsionar, de forma consistente, a transformação da empresa, com o objetivo de alcançar a neutralidade climática em toda a cadeia de valor até 2050. A reciclagem de matérias-primas, numa lógica de economia circular, visa alcançar a melhor eficiência de recursos possível.

O grupo alemão continua firme nas suas ambiciosas metas de sustentabilidade e reduzirá as emissões de CO2 em 40% por veículo até 2030 em toda a cadeia de valor, por comparação com 2019. Nesse sentido, pretende aproveitar ao máximo as matérias-primas dos seus veículos em fim de vida e reciclá-las na produção de novos modelos. Hoje, uma média de quase 30% dos veículos do BMW Group já são feitos de materiais reciclados e reutilizados, as chamadas "matérias-primas secundárias". A longo prazo, a abordagem "Secondary First" visa aumentar esse número para 50%.

O BMW Group é o primeiro fabricante alemão de automóveis a aderir à "Science Based Targets Initiative" (SBTi) - "Business Ambition for 1,5°C". Tal significa que o caminho da empresa rumo à neutralidade climática está cientificamente validado e transparente, encontrando-se alinhado com a meta mais ambiciosa do Acordo Climático de Paris. O grupo está a impulsionar a eletrificação de toda a sua frota. Até 2030, pelo menos um em cada dois modelos vendidos pelo BMW Group será totalmente elétrico. No início da década de 2030, todos os veículos das marcas MINI e Rolls-Royce serão totalmente elétricos. Tudo porque o grupo pretende reduzir as emissões de CO2 por veículo na fase de utilização em 50% até 2030 comparativamente a 2019.

Aço e eletricidade "verdes"

Quando se trata de reduzir as emissões de CO2 na cadeia de abastecimento, a utilização de eletricidade a partir de fontes renováveis pode alcançar um avanço surpreendente. O BMW Group já celebrou mais de 400 contratos com fornecedores para usar 100% de eletricidade "verde". Tal inclui, também, fornecedores de alumínio, bem como produtores de células de bateria. O BMW Group utiliza alumínio desde o início de 2021, usando eletricidade gerada a partir de energia solar. E de 2024 em diante, todas as jantes de alumínio fundido para as marcas BMW e MINI serão produzidas utilizando apenas eletricidade "verde".

As emissões de CO2 estão também a ser continuamente reduzidas na cadeia de abastecimento do aço. A partir de 2025, o BMW Group irá adquirir aço com redução de CO2 produzido sem a utilização de matérias-primas de origem fóssil, como carvão, mas recorrendo ao gás natural ou hidrogénio e eletricidade "verde". Tal diminuirá as emissões de CO2 do fabrico do aço em até 95%.

Interessante é o mínimo que se pode dizer da colaboração do BMW Group com a banda britânica Coldplay, que atingiu um novo patamar com o fornecimento de energia elétrica necessária à realização dos concertos a provir de mais de 40 baterias parcialmente recicladas dos modelos BMW i3. O que permitiu diminuir a pegada de carbono ao dispensar os geradores a gasolina ou Diesel, tornando a digressão dos Coldplay na mais ecológica da história da música.

BMW eDriveZones e BMW Points

Disponíveis nas cidades de Oeiras, Matosinhos, Lisboa, Porto e Braga, as BMW eDriveZones fazem com que os veículos híbridos plug-in da BMW, com sistema operativo 7 ou superior, passem automaticamente para modo elétrico assim que entram nestas zonas de baixas emissões. Além de Portugal, Alemanha, Áustria, Suíça, Países Baixos, Bélgica, Itália, França, Reino Unido e Dinamarca estão entre os países europeus onde as BMW eDrive Zones são já uma realidade.

No caso dos BMW Points, trata-se de uma nova plataforma de acumulação de pontos que pretende incentivar os condutores de veículos híbridos plug-in da BMW (330e, BMW 745e, BMW X5 xDrive45e e BMW 530e) a utilizarem o modo elétrico. Os BMW Points podem ser convertidos em carregamentos nos postos de carga públicos, através da aplicação My BMW. Por cada quilómetro percorrido em modo elétrico, o condutor ganha um ponto, que, através da aplicação My BMW, pode ser convertido em carregamento. Se o quilómetro for percorrido nas BMW eDriveZones, o condutor ganha dois pontos. Adicionalmente, por cada sessão de carregamento de 15 minutos ou mais, o utilizador ganha 20 pontos. Ao efetuar mais de 20 sessões de carregamento por mês, acumula 500 pontos extra.

Ambas as tecnologias são desenvolvidas em Portugal pela Critical TechWorks, uma joint venture entre o BMW Group e a Critical Software fundada em 2018, que desenvolve soluções de engenharia de software, exclusivamente para a marca alemã, em áreas diversas como condução autónoma, mobilidade, software de bordo, tecnologia para veículos conectados, análise de dados, eletrificação, produção e logística. A Critical TechWorks tem como base uma visão ousada do futuro da indústria automóvel e já conta com mais de 1500 colaboradores nos seus escritórios do Porto e de Lisboa.

BMW Charging e MINI Charging

Os condutores de veículos eletrificados da BMW e MINI podem usufruir de carregamentos a preços fixos atrativos, com a tarifa-base Active. Os preços em vigor do serviço vão manter-se e o pacote especial IONITY Plus será alargado, automaticamente, aos modelos mais recentes, durante um ano, sem qualquer taxa mensal associada. Com a tarifa Active, mantém-se a oferta de um ano sem taxa-base para clientes de veículos novos das marcas BMW e MINI. Já os clientes BMW iX3, BMW iX, BMW i4 e os futuros modelos 100% elétricos, recebem, automaticamente, o pacote IONITY Plus durante um ano, sem qualquer taxa-base.

A tarifa Active tem uma mensalidade-base de €3,99 e garante carregamentos CC a €0,31/minuto e CA a €0,05/minuto, sem qualquer taxa de ativação. O pacote IONITY Plus, com uma mensalidade de €13, assegura preços fixos de carregamento de €0,30/kW, enquanto o carregamento à taxa normal IONITY custa €0,79/kW. Com os novos veículos 100% elétricos BMW, o cliente também tem acesso ao pack IONITY Plus sem taxa-base durante um ano, o que permite utilizar postos de carregamento ultrarrápidos de alta potência IONITY. O cliente pode beneficiar de maior eficácia no carregamento e com uma poupança de 62% em cada sessão de recarga.

Estas opções de carregamento fazem parte da BMW Charging e MINI Charging, plataforma que garante aos condutores das duas marcas uma série de serviços extra. Depois de um registo na plataforma com os respetivos BMW ID e MINI ID, os clientes podem saber onde encontrar pontos de carregamento adequados via BMW e MINI Maps no próprio veículo ou através da My BMW e MINI App, aplicações que também permitem o acesso, ativação e gestão dos contratos (cartões) BMW e MINI Charging.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG