Fornecedores do setor público: é hora de aderir à faturação eletrónica

Fornecedores do setor público: é hora de aderir à faturação eletrónica
Produzido por:
Brand Story

Os anos de 2020 e 2021 são dois anos de grandes mudanças. A começar pela obrigatoriedade da faturação eletrónica para os fornecedores do setor público.

O início do fim das faturas em papel aconteceu, em Portugal, com a publicação do Decreto- Lei nº14-A/2020, no dia 7 abril. O prazo de implementação da faturação eletrónica nos contratos públicos foi alterado e esta tornou-se uma realidade. Esta medida, não só vem diminuir o número de burocracia e recursos desperdiçados como, ao mesmo tempo, contribui para um aumento da rapidez e agilidade no envio das faturas - uma forma de combate à evasão fiscal. Para além de tudo isto, esta obrigatoriedade prevê também a redução dos prazos de pagamento, dos custos de operação e de transação, bem como uma maior fiabilidade e transparência de todas as atividades relacionadas com os processos de faturação.

Quanto aos prazos, os anos de 2020 e 2021 representam o início desta mudança. Porém, para que o processo fique um pouco mais facilitado para os fornecedores do setor público, as datas foram divididas consoante o tipo de empresa: 31 de dezembro de 2020 para grandes empresas; 30 de junho de 2021 para pequenas e médias empresas; 31 de dezembro de 2021 para microempresas e outros fornecedores do setor público.

Para quem tem uma empresa fornecedora do setor público e esta nova medida veio "trocar as voltas", chegou então a altura de conhecer a YET - Your Eletronic Transactions. Com especialização na implementação e desenvolvimento de produtos e serviços na área das transações eletrónicas, desde 2009 que esta empresa tem a função de desmaterializar processos de negócio.

Com uma solução de faturação eletrónica, a YET propõe-se a ajudá-lo a desmistificar o bicho de sete cabeças que as faturas conseguem ser. Com uma forte compreensão da administração local, com conhecimentos fortes sobre o setor público e com uma equipa especializada, tudo aquilo de que precisa é de um dispositivo eletrónico e de uma ligação à internet.

Através de um smartphone, de um computador ou de um tablet, vai conseguir enviar os seus documentos de uma forma digital e tornar esta tarefa muito mais fácil e intuitiva. No fundo, o objetivo é que concentre todos os seus recursos em tarefas que realmente criam valor e agilizam a sua empresa, ao mesmo tempo que cumpre com todas as obrigações impostas pela lei.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG