Juan Jose Marco: "Estamos a evoluir com foco em novas categorias"

Juan Jose Marco: "Estamos a evoluir com foco em novas categorias"
Produzido por:
Brand Story

Os tradicionais cigarros têm dado lugar, na British American Tobacco, a produtos sem combustão, como os cigarros eletrónicos, os produtos de tabaco aquecido e os produtos modernos orais. Assim se está a alterar a forma como se fuma.

A British American Tobacco (BAT), empresa mundial líder em multicategoria, está numa jornada de transformação: "Através da nossa atuação em mais de 180 mercados, procuramos implementar a nossa estratégia e promover a transição de uma empresa tabaqueira tradicional para uma empresa focada na ciência e inovação", explica Juan Jose Marco, Diretor-geral da BAT para Espanha e Portugal.

Com uma missão muito clara, a de construir Um Amanhã Melhor, a BAT estabeleceu como objetivo desenvolver produtos alternativos ao tabaco convencional, de modo a reduzir o impacto do seu negócio na saúde humana e no ambiente, construindo um modelo sustentável a longo prazo.

"A BAT tem-se dedicado ao desenvolvimento e à comercialização de produtos sem combustão, com o objetivo de oferecer outras alternativas aos consumidores adultos", explica Juan Jose Marco. "Para isso, a BAT fez evoluir a sua estratégia com foco em novas categorias". Os cigarros eletrónicos têm sido uma aposta desta empresa, pois a BAT é uma das entidades líderes mundiais em vapores.

Seguem-se os produtos de tabaco aquecido, dispositivos aquecem o cigarro para gerar um aerossol com sabor a tabaco. Através deste dispositivo, o tabaco é apenas aquecido e não queima. O produto de tabaco aquecido da BAT, o glo™, é composto por um dispositivo eletrónico portátil que contém uma bateria de iões de lítio que alimenta uma câmara de aquecimento.

Como ambição, a BAT pretende alcançar os 50 milhões de consumidores de produtos sem combustão até 2030 e acelerar o crescimento das receitas destas novas categorias. Já no que diz respeito ao mercado português, onde a BAT está presente há 32 anos, Juan Jose Marco considera que este é "maduro e acolhedor", destacando ainda que "Portugal apresenta níveis de consumo de produtos de tabaco aquecido muito acima da média europeia".

Enquanto empresa multinacional líder no setor, a sustentabilidade também está no centro desta jornada de transformação. Eliminar o plástico de uso único desnecessário e tornar todas as embalagens plásticas reutilizáveis ou recicláveis ​​até 2025, reduzir o consumo de água, alcançar a neutralidade de carbono em toda a cadeia de valor até 2050 ou utilizar eletricidade 100% renovável nos locais de operação até 2030 são algumas das metas ambientais existentes que a BAT se propõe a cumprir.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG