"Mais Ajuda" tem 361 mil euros para projetos de apoio à Educação

"Mais Ajuda" tem 361 mil euros para projetos de apoio à Educação
Produzido por:
Brand Story

Campanha de recolha de fundos da terceira edição decorreu de 25 de outubro a 31 de dezembro e receita aumentou em relação a 2020.

A iniciativa de recolha de verbas para o "Mais Ajuda" voltou a ser um êxito, com o Lidl a conseguir amealhar 361 mil euros para a terceira edição do programa de inovação social, que este ano é dedicado ao apoio à Educação. No período de 25 de outubro a 31 de dezembro do ano passado, nas lojas 267 de todo o país, por cada talão de compra com produtos da marca "Deluxe", a empresa alemã doou 20 cêntimos e, mais uma vez, os clientes responderam ao apelo e ajudaram a aumentar o montante a ser entregue: mais 28 mil euros do que no ano anterior.

"É com muito entusiasmo e apreço que olhamos para o valor angariado com a ajuda e apoio dos portugueses que quiseram colaborar connosco neste projeto do "Mais Ajuda"; valor que supera o dos anos anteriores, sendo um reflexo do seu espírito solidário, sobretudo numa época tão difícil, como a que atravessamos, fruto do contexto de pandemia", começou por enaltecer Elena Aldana, diretora de Assuntos Públicos e Comunicação Corporativa do Lidl Portugal, avançando sobre o foco deste ano: " Reconhecemos a importância da Educação e da Formação para a diminuição de assimetrias sociais e o combate à pobreza, pelo que no Lidl, enquanto empresa socialmente responsável, acreditamos que esta terceira edição é mais um caminho para ajudarmos a contribuir para uma sociedade com maior igualdade de oportunidades".

Este ano, a marca alemã e a Rádio Renascença, RFM e Mega-Hits, em parceria com a Beta-i, pretendem ver desenvolvidos projetos inovadores que através da Educação, independentemente da faixa etária a que se destinam, possam melhorar as condições sociais dos portugueses, promovendo uma igualdade efetiva de oportunidades e fomentando uma participação ativa no contexto em que se inserem.

No total vão ser escolhidas 10 candidaturas - cinco IPSS e cinco Startups - que irão receber 36100 euros cada para colocarem em prática os projetos. Para além da verba, os vencedores terão acesso ao programa de capacitação colaborativo promovido pela Beta-i, beneficiando de sessões de mentoria com especialistas em gestão, para desenvolverem os projetos ou implementarem novas ideias. Como complemento, terão ainda acesso a uma vertente de comunicação nos vários canais das rádios Renascença, RFM e Mega-Hits, para sedarem a conhecer ao público.

Candidaturas abertas até 27 de Fevereiro

O processo de candidatura ao programa "Mais Ajuda" abre esta terça-feira, dia 11 de janeiro e prolonga-se até dia 27 de fevereiro, e pode ser feito através do site "www.maisajuda.pt".

Segue-se o período de seleção dos 10 projetos vencedores - cinco IPSS e cinco Startups - pelo júri, que é composto Diogo Teixeira (COO e co-fundador da Beta-i), Elena Aldana (diretora de Assuntos Públicos e Comunicação Corporativa do Lidl Portugal), Filipe Almeida (Presidente da Estrutura Portugal Inovação Social), Isabel Figueiredo (adjunta do Presidente do Conselho de Gerência do Grupo Renascença Multimédia), Luís de Melo Jerónimo (diretor dos Programas Gulbenkian Coesão e Integração Social e Gulbenkian Sustentabilidade da Fundação Calouste Gulbenkian).

O anúncio dos vencedores será feito entre março e abril.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG