Economia

Pessoal voo da TAP marca greve de 10 dias para Junho e Julho

Pessoal voo da TAP marca greve de 10 dias para Junho e Julho

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil decidiu lançar um pré-aviso de greve para 10 dias nos meses de verão: cinco em Junho e outros cinco em Julho.

Em declarações à Agência Lusa, Ricardo Andrade, da direcção do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC), disse, após a assembleia-geral da noite de terça-feira, que os protestos decorrerão nos dias 18, 19, 20, 25 e 26 de Junho e nos dias 1, 8, 15, 22 e 29 de Julho.

A decisão foi tomada "em resposta à deliberação da TAP", que determinou "unilateralmente" retirar um elemento por tripulação, quando o Acordo da Empresa estabelece que a medida tem de ser tomada "com o acordo das duas partes".

A decisão é considerada ainda mais grave no caso dos voos de longo curso porque o elemento dispensado será o chefe de cabine, "o segundo na hierarquia, que tem uma importância elevada mesmo em termos de segurança".

De acordo com Ricardo Tavares, "menos tripulantes com a mesma carga de trabalho significará que os passageiros poderão ver comprometido o atendimento e a segurança", uma vez que "uma pessoa mais cansada tem mais dificuldades em responder da mesma forma a certo tipo de situações".

Os associados do SNPVAC reuniram-se terça-feira em assembleia-geral para analisar a situação laboral na TAP, nomeadamente a redução de um tripulante a bordo.

Outras Notícias