Ajuda externa

Portugal deve receber mais mil milhões de euros da 'troika'

Portugal deve receber mais mil milhões de euros da 'troika'

Portugal deve receber mais mil milhões de euros do que estava previsto no empréstimo do Fundo Monetário Internacional (FMI) e da União Europeia, elevando o envelope financeiro total para 79 mil milhões de euros.

De acordo com o relatório da Comissão Europeia que analisa os resultados da quinta avaliação ao programa português, divulgado na quinta-feira, o valor total previsto atualmente para o empréstimo a Portugal já não é 78 mil milhões, mas sim 79 mil milhões de euros.

Este aumento deve-se à quota-parte do FMI no empréstimo a Portugal ser estipulada em direitos de saque especiais, que consiste num 'cesto' de divisas que é transformado em euros na altura do desembolso, ficando assim à mercê das taxas de câmbio dessas divisas.

Neste caso, como a taxa de câmbio do euro é mais baixa, o valor a desembolsar em euros passa a ser maior, e Portugal recebe à partida mais dinheiro, como tem vindo a ser hábito nas transferências trimestrais do programa.

No entanto, na altura de reembolsar o empréstimo ao FMI Portugal vai estar sujeito às mesmas regras, e a variação cambial pode implicar valores mais altos a pagar que os recebidos e vice-versa.

Outras Notícias