Economia

Portugal foi o país da União que mais desinvestiu no estrangeiro

Portugal foi o país da União que mais desinvestiu no estrangeiro

Portugal foi o país da União Europeia que mais desinvestiu fora desta região em 2010, revelou o Eurostat, cujos dados mostram que a crise económica provocou uma queda de 62% no investimento directo estrangeiro dos países comunitários.

Segundo informações preliminares do departamento de estatística comunitário, o investimento directo da União Europeia no resto do mundo baixou de 281 mil milhões de euros em 2009 para 107 mil milhões de euros no ano passado (cinco vezes menos do que em 2007).

O investimento proveniente do resto do mundo para a União Europeia caiu de forma ainda mais acentuada, descendo de 218 para 54 mil milhões de euros (75%).

No conjunto de 22 países europeus (Estónia, Letónia, Lituânia, Malta e Roménia não forneceram números), Portugal foi o que mais desinvestiu com menos 700 milhões de euros em 2010.

Já o investimento dos países não comunitários em Portugal foi de 1,1 mil milhões de euros, oriundos sobretudo do Brasil (800 milhões de euros).

A descida dos investimentos do resto do mundo na UE27 deve-se sobretudo ao recuo dos centros financeiros 'Offshore', Estados Unidos da América e Suíça.

Ainda assim, os EUA foram a principal fonte de investimento estrangeiro na Europa comunitária (28 mil milhões de euros comparativamente a 97 mil milhões de euros em 2009).

PUB

O Luxemburgo foi o maior investidor fora da União Europeia (38 mil milhões de euros), seguindo-se a Bélgica (36 mil milhões de euros), Alemanha (29 mil milhões de euros) e França (23 mil milhões de euros).

O Luxemburgo foi também o principal receptor de investimento estrangeiro fora da UE27 (48 mil milhões de euros), o que se explica pela sua forte actividade de intermediação financeira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG