empresas

Portugueses estão a apostar cada vez mais em Timor-Leste

Portugueses estão a apostar cada vez mais em Timor-Leste

O administrador da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, Pedro Gonçalves, destaca que os portugueses estão a apostar cada vez mais em Timor-Leste e nas "oportunidades" que há no país.

"A presença portuguesa tem crescido bastante e neste último ano cresceu cerca de 200 pessoas o que é sinal de que Portugal e os portugueses estão a apostar cada vez mais em Timor e nas oportunidades que há em Timor", afirmou Pedro Gonçalves.

O administrador da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) chefia uma delegação de cerca de 10 empresas que está em Díli a participar no nono encontro de empresários para a cooperação económica e comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, que decorre, entre esta segunda-feira e quarta-feira, na capital timorense.

Segundo Pedro Gonçalves, atualmente existem "diversas possibilidades" de investimento em Timor-Leste, nomeadamente nas áreas das infraestruturas, agricultura e turismo.

"Portugal pode e as empresas portuguesas podem ter aqui uma palavra a dizer quer na área das infraestruturas (...) quer na área do turismo, que é um investimento muito forte do governo de Timor e Portugal tem cartas para jogar nesse jogo, quer na área da agricultura, em plantações como o café ou o bambu", salientou Pedro Gonçalves.

Dedicado ao tema "O novo paradigma de investimento em Timor-Leste", o encontro tem como objetivo estimular as relações comerciais entre empresas e países participantes.

O encontro é organizado pela Agência Especializada de Investimento em Timor-Leste em colaboração com a embaixada de Timor-Leste em Pequim, o Instituto de Apoio ao Desenvolvimento Empresarial em Timor-Leste e o Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

As empresas portuguesas presentes no encontro representam os setores da defesa e segurança, construção civil e engenharia, ambiente, vinhos e azeites e serviços.

Outras Notícias