Comissão Europeia

Portugueses são quem menos compras online faz na União Europeia

Portugueses são quem menos compras online faz na União Europeia

Os portugueses são quem menos fez compras através da Internet em 2020 (50,8%), muito abaixo da média da União Europeia (UE 70,9%), segundo um inquérito sobre comportamentos de consumo durante a pandemia da covid-19, divulgado esta sexta-feira pela Comissão Europeia.

De acordo com o inquérito, Portugal apresenta a menor percentagem de compras feitas pela Internet (50,8%), numa tabela dominada pela República Checa (93,1%), seguindo-se a Eslováquia (91,0%) e a Suécia (81,2%), sendo a média da UE de 70,9%.

Os portugueses estão ainda entre os consumidores que, em 2020, menos confiança tiveram em fazer compras 'online' quer no país (43,5%), quer noutro Estado-membro (34,7%), apenas ultrapassados pelos cipriotas: 40,2% e 34,1%, respetivamente.

As médias da UE são de 63,0% de consumidores que fazem compras online no seu país com confiança e 42,7% que adquirem noutro Estado-membro.

Por outro lado, mais de oito em cada dez portugueses (84,6%) não consideram a hipótese de fazer planos para viajar até a situação normalizar no país (UE 79,1%), numa lista liderada pela Irlanda (89,0%), seguida por Chipre (88,2%) e Espanha (86,9%), estando no outro extremo da tabela a Polónia (72,7%), França (73,2%) e Itália (74,6%).

O inquérito mostra ainda que quase metade dos portugueses (47%) estão preocupados com a capacidade de conseguirem pagar as contas no mês seguinte (UE 37,9%), sendo os dinamarqueses quem menos preocupação revelam com as constas mensais (13,3%) e os gregos mais (71,2%).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG