Economia

Prestações subiram 113 euros num ano

Prestações subiram 113 euros num ano

Reflexo da subida dos "spreads" e das Euribor, a taxa líquida dos créditos à habitação tem subido, mês após mês, desde Janeiro de 2010. A prestação de um crédito de 150 mil euros feito em Dezembro era 113 euros mais cara do que se tivesse sido feito um ano antes.

Quem pediu dinheiro ao banco para comprar uma casa em Dezembro do ano passado pagou, em média, uma TAEG (Taxa Anual Efectiva Global, que reflecte o custo total do empréstimo) de 4,11%, lembrou ontem o Diário Económico, citando o Banco de Portugal. Para um crédito, por exemplo, de 150 mil euros, assinado por um prazo de 35 anos, significa uma prestação mensal de 674 euros; se a mesma pessoa tivesse pedido o empréstimo um ano antes, quando a TAEG média era de 2,81%, teria pago 561 euros, ou seja, menos 113 euros por mês ou 1351 euros ao fim de um ano, se a taxa se mantivesse estável durante este período de tempo.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG