Recuperação

Primeiros fundos do PRR podem chegar dentro de um mês

Primeiros fundos do PRR podem chegar dentro de um mês

Ursula Von Der Leyen anunciou a aprovação do plano de recuperação português e admitiu que possa começar a ser financiado no final de julho.

A presidente da Comissão Europeia disse, esta quarta-feira, em Lisboa, que os primeiros fundos que irão financiar o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) português - o primeiro a ser aprovado na União Europeia - poderão começar a chegar dentro de um mês.

"Uma vez adotado pelo Conselho, vamos estar em condições de desembolsar os primeiros fundos ainda em julho, mas sabemos que este não é o fim da jornada. O trabalho começa agora", declarou Ursula Von Der Leyen, após a visita ao Centro Ciência Viva, no Pavilhão do Conhecimento.

O local escolhido simboliza, explicou António Costa, a aposta na educação e na ciência, que será também financiada pela "bazuca" europeia.

"Queremos passar de 11 para 20 escolas Ciência Viva e acrescentar 650 clubes Ciência Viva à rede existente para construir uma geração mais virada para a ciência", explicou o primeiro-ministro.

Costa congratulou-se por "sermos o primeiro país da UE com o PRR aprovado", mas recordou que "queremos ser também os melhores".

PUB

"O PRR tem metas, objetivos e datas que temos de cumprir", alertou o governante, declarando o plano de resposta à crise como uma oportunidade para "nos permitir ir mais rápido e mais além na convergência com a UE".

Entre as áreas de investimento estratégicas, Costa sublinhou, ainda, o Serviço Nacional de Saúde, habitação acessível, "qualidade de vida para os mais idosos", combate às alterações climáticas e a transição digital.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG