O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Produtores de carne maronesa alertam para perdas de 85%

Produtores de carne maronesa alertam para perdas de 85%

Setor em dificuldades distribuiu uma tonelada por 50 instituições sociais de quatro concelhos.

Devido à pandemia e às restrições impostas aos restaurantes, a venda de carne de bovino de raça maronesa caiu até 85%. Para dar visibilidade ao problema e movido por um espírito solidário, um conjunto de produtores doou mil quilos, no valor de cinco mil euros, a 50 instituições particulares de solidariedade social (IPSS) dos concelhos de Vila Real, Mondim de Basto, Vila Pouca de Aguiar e Ribeira de Pena, onde a raça autóctone tem mais expressão.

"Estamos à espera que nos retirem os vitelos e não há quem os compre", desabafa Mário Queirós, um dos maiores criadores de maronesa e que vive no Bilhó, concelho de Mondim de Basto. "Está a ser difícil suportar esta situação e eu só vivo disto", acrescenta António Moutinho Ferreira, criador em Souto, Vila Pouca de Aguiar, onde tem uma centena de vacas reprodutoras a viverem ao ar livre nas encostas do Alvão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG