Economia

PS acusa 'troika' de ingerência nos assuntos nacionais e exige reação imediata do Governo

PS acusa 'troika' de ingerência nos assuntos nacionais e exige reação imediata do Governo

O PS acusou, esta terça-feira, a "troika' de ingerência nos assuntos nacionais ao admitir tornar permanentes os cortes nos subsídios de férias e de natal no setor público e exigiu uma imediata reação do Governo sobre esta matéria.

A posição foi transmitida pelo vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS José Junqueiro, num comentário ao facto de a Comissão Europeia não ter descartado a possibilidade de os cortes nos subsídios de férias e de Natal dos trabalhadores do setor público e dos pensionistas assumirem caráter permanente.

"Teremos de ver se se tornará permanente ou não. Mas isso agora ainda não foi discutido", declarou Peter Weiss, da direção-geral de Assuntos Económicos e Monetários da Comissão Europeia, e membro da missão de ajuda externa para Portugal.

Perante esta posição de Bruxelas, o vice-presidente da bancada socialista considerou que as afirmações da "troika" (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional) representam "uma ingerência inaceitável nos assuntos internos de Portugal".

"Consideramos igualmente inaceitável que esta informação venha de Bruxelas e não tenha tido até agora um comentário por parte do Governo português, dando uma nota muito clara que parece que agora o país é governado a partir de Bruxelas e que o executivo nacional deixou cair os braços", apontou José Junqueiro.

José Junqueiro exigiu, depois, ao Governo português que, "de imediato, esclareça esta situação, se tem ou não algum fundamento a ideia de que vai cortar para sempre os subsídios de férias e de natal de todos os funcionários públicos".

"A ser assim, estamos perante um embuste feito ao povo português, é algo que não está no memorando da "troika" e é algo pelo qual responsabilizaremos fortemente o Governo português. Exigimos por isso uma explicação imediata", acrescentou o dirigente da bancada socialista.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG