Comércio

"Redução sem precedentes" no uso de cartões

"Redução sem precedentes" no uso de cartões

Banco de Portugal estima que, num mês, o montante dos levantamentos e compras tenha descido 46%.

Desde o início do estado de emergência, e até à última segunda-feira, 20 de abril, o montante dos levantamentos e compras feitos com cartões deverá ter caído 46%. De acordo com o Banco de Portugal, as famílias terão levantado menos 34 milhões de euros por dia e realizado menos 56 milhões de euros de compras neste período. O supervisor fala numa "redução sem precedentes na utilização de cartões de pagamento".

O BdP também analisou o impacto da diminuição dos turistas, concluindo que, tendo em conta a estrutura da economia portuguesa, os efeitos da pandemia "no turismo são expressivos". Em março houve uma quebra clara nas compras e levantamentos realizados por cidadãos não residentes. "Estima-se que tenham sido gastos menos 182 milhões de euros em compras e efetuados menos 34 milhões de euros de levantamentos de numerário".

Salientando que a atividade da maioria das empresas foi fortemente afetada pela pandemia, o banco central indica que, por setores, o comércio a retalho foi o único que registou uma variação homóloga positiva em março de 2020. "As compras com cartão efetuadas nos restantes setores diminuíram entre 7% (no comércio por grosso) e 56% (no alojamento)".

Já o setor mais afetado em termos absolutos foi o da restauração, com uma redução de 229 milhões de euros face ao transacionado no período homólogo.

Compras online sobem

Apesar da redução da utilização de cartões de pagamento, houve uma subida das compras online e feitas com cartões contactless.

As compras com recurso a tecnologia contactlesscresceram 60% em número e 115% em valor em março, face a igual mês de 2019. Já as compras online com cartões nacionais subiram 11% em número, mas caíram cerca de 11% em valor.

1,4%

A redução das transações com cartão verificada entre 19 de março e 20 de abril equivale a 1,4% do produto interno bruto de 2019.

- 10,2% de operações

Em março houve 167,4 milhões de operações com cartão, no valor de 9,2 mil milhões de euros (-19,4% em número e de -10,2% em valor face a igual mês de 2019).

Levantamentos

Os levantamentos de dinheiro caíram em março 31,5% em número e 20,4% em valor, para 1,9 mil milhões de euros.

Compras

As compras com cartão caíram 19,7% em número e 16,2% em valor, em março, 3,3 milhões de euros.