Aumentos

Rendas na Foz do Porto custam o dobro da média nacional

Rendas na Foz do Porto custam o dobro da média nacional

Os novos contratos de arrendamento no Porto ficaram 12% mais caros no primeiro semestre do ano.

Arrendar casa no Porto custa cada vez mais às famílias. Na União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, os preços aumentaram 25% num ano. O metro quadrado na freguesia mais cara do Porto já custa 9,62 euros, quase o dobro do valor mediano registado a nível nacional.

Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) publicados ontem, o custo de uma renda mensal em Portugal atingiu os cinco euros por metro quadrado no final do primeiro semestre de 2019, mais 9% face ao mesmo período do ano anterior.

Mas não é só na Foz que os preços das rendas estão a subir. Em todas as freguesias do Porto, o valor dos novos arrendamentos aumentou mais de 12% até ao final de junho. A freguesia mais acessível continua a ser Campanhã. Ali, arrendar uma casa de 100 metros quadrados custa cerca de 684 euros, mais 17% face há um ano. No conjunto do município a subida dos preços ultrapassou os 15%.

A escalada das rendas estende-se aos concelhos vizinhos. No período em análise, Matosinhos foi o terceiro concelho do país onde o valor dos novos contratos de arrendamento mais subiu. Ali, o metro quadrado já custa 7,25 euros.

Entre os municípios com mais de 100 mil habitantes que registaram as subidas de preços mais acentuadas, o INE destaca ainda Vila Nova de Gaia, Gondomar, Maia e Santa Maria da Feira.

A nível nacional, a maior variação de preços no espaço de 12 meses teve lugar em Braga, onde as rendas ficaram 16% mais caras.

Em todo o país, há 37 municípios onde o valor das rendas ultrapassa a referência nacional, sobretudo na Área Metropolitana de Lisboa e no Algarve. É na capital que o custo das rendas bate recordes: o metro quadrado custa 11,71 euros.

2941
Foi o número de novos contratos de arrendamento assinados no Porto até ao final do primeiro semestre. No mesmo período do ano passado foram celebrados mais 158.

5,2
O valor do metro quadrado na Área Metropolitana do Porto está em linha com a média nacional. Aumentou 12% para 5,2 euros. Foram celebrados mais de 12 mil contratos.