Economia

Reunião da Concertação Social na próxima semana procura alternativas

Reunião da Concertação Social na próxima semana procura alternativas

A Confederação do Comércio e Serviços de Portugal propôs, esta segunda-feira, às centrais sindicais a realização de encontros "formais" na próxima semana destinados a encontrar pontos de concordância que possibilitem um acordo tripartido.

No final de uma reunião em sede de Concertação Social, o presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP), João Vieira Lopes, afirmou que perante a dificuldade em alcançar um acordo tripartido entre Governo, patrões e sindicatos, propôs esta manhã reuniões com a CGTP e a UGT já na próxima semana.

"Nos próximos dias iremos ter reuniões formais e públicas, para tentar avaliar quais são os pontos em torno dos quais é possível caminhar para um acordo, já que consideramos que um acordo tripartido é importante para Portugal, quer por razões internas, quer externas", disse Vieira Lopes aos jornalistas.

O propósito será o de apresentar a 20 ou a 22 de Dezembro (data da próxima reunião com o Governo) propostas alternativas que ponham de parte, nomeadamente, o aumento da meia hora de trabalho e a supressão de feriados e pontes, proposto pelo Executivo e que tem merecido a discordância de patrões e sindicatos.