Finanças

Reunião de ministros europeus das Finanças termina sem resultados

Reunião de ministros europeus das Finanças termina sem resultados

A reunião de ministros das Finanças da União Europeia terminou este sábado em Bruxelas sem resultados palpáveis, mas as discussões continuarão ao longo da noite ao nível do Eurogrupo.

No que parece constituir um "pacto de silêncio" que está a rodear todos os encontros que decorrem em Bruxelas preparatórios das cimeiras que se avizinham, tal como sucedera na véspera no final de um encontro do Eurogrupo, a reunião de ministros das Finanças da UE terminou sem conferência de Imprensa, e apenas um lacónico comunicado da presidência polaca a indicar que foram discutidos os tópicos da agenda do Conselho Europeu de domingo.

No entanto, de acordo com fontes diplomáticas, ao longo de toda a tarde os 27 discutiram a recapitalização dos bancos, e embora tenha havido progressos não foi alcançado ainda qualquer acordo.

De acordo com as mesmas fontes, em cima da mesa estará uma proposta de um valor de recapitalização da banca na ordem dos 100 mil milhões de euros, mas no domingo os 27, então já ao nível de chefes de Estado e de Governo, terão ainda de ultrapassar várias diferenças que subsistem, de valores e modalidades dessa recapitalização.

Concluída a reunião do Finanças da União Europeia (Ecofin), os ministros das Finanças da Zona Euro, que já se haviam encontrado de manhã, voltaram a reunir-se no formato Eurogrupo, devendo concentrar-se durante a noite em discussões em torno do reforço e capacidade do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira, sobre o qual não chegaram a qualquer acordo na sexta-feira.

Ao mesmo tempo, decorre nos arredores de Bruxelas uma reunião do Partido Popular Europeu, a maior família política europeia, à qual pertencem 17 dos 27 líderes europeus, entre os quais o primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, e os presidentes das três instituições, Durão Barroso (Comissão), Van Rompuy (Conselho) e Jerzy Buzek (Parlamento).

Para esta noite de sábado, à margem dessa mini-cimeira partidária, está prevista mais uma reunião bilateral entre a chanceler alemã Angela Merkel e o presidente francês Nicolas Sarkozy.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG