António José Seguro

Seguro diz que Justiça "tem de agir" se há dúvidas quanto a conduta de ex-governantes do PS

Seguro diz que Justiça "tem de agir" se há dúvidas quanto a conduta de ex-governantes do PS

O secretário-geral do Partido Socialista, António José Seguro, disse, este sábado, que a Justiça deve investigar a gestão das antigas SCUT caso haja dúvidas, a propósito de uma queixa do Automóvel Clube de Portugal contra três antigos governantes socialistas.

"Eu defendo a separação da política da justiça. Se houver motivos para a Justiça agir, então tem de agir. Quando há dúvidas, a Justiça tem de agir", afirmou António José Seguro à margem de uma conferência organizada pelo laboratório de ideias do PS, num hotel em Lisboa.

De acordo com a notícia avançada hoje pelo jornal i e pelo Expresso, o Automóvel Clube de Portugal entregou uma participação criminal no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) contra Mário Lino, Paulo Campos e António Mendonça por alegada gestão danosa nas negociações dos contratos das SCUT (autoestradas sem custos para o utilizador).

Fonte do DIAP confirmou entretanto à agência Lusa ter dado entrada a queixa do ACP, que foi distribuída à nona secção.

O presidente do ACP, Carlos Barbosa, disse hoje à Lusa que o objetivo do processo contra os três antigos governantes por alegada má gestão é "chegar à verdade".

Para o responsável, os "políticos devem ser castigados como os gestores de uma empresa".

Contactado pela agência Lusa, Mário Lino escusou-se a comentar a queixa apresentada pelo ACP.

PUB

A Lusa tentou também contactar Paulo Campos e António Mendonça, mas tal não foi possível até ao momento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG