O Jogo ao Vivo

manifestação

Seis mil trabalhadores do Porto vão à manifestação da CGTP

Seis mil trabalhadores do Porto vão à manifestação da CGTP

Cento e quinze autocarros com mais de seis mil trabalhadores partem, no sábado, do Porto, com destino à manifestação nacional de Lisboa, convocada pela central sindical CGTP contra as medidas de austeridade.

Em comunicado, a União dos Sindicatos do Porto (USP) destaca que será "a maior participação de sempre [da região] em manifestações nacionais em Lisboa".

Segundo adianta, para além dos que se irão deslocar nos autocarros dos sindicatos, "há mais de 300 trabalhadores que decidiram participar com as suas famílias em viaturas próprias e também de comboio".

Os autocarros fretados pela USP partirão entre as 08.00 horas e as 09.00 horas de sábado de vários locais da cidade do Porto, de 17 dos 18 concelhos do distrito (apenas fica de fora Paços de Ferreira) e da porta das empresas Finex e Sahkti (da Maia), Cerâmica de Valadares, GE Power, Grozbeckert, Tegopi, Caetano Bus, Camo e Socometal (de Gaia), Petrogal, Inapal Plástico e MBO (de Matosinhos), SNA Europe (de Vila do Conde), Ferfor (da Lixa-Felgueiras), Inapal Metal (da Trofa) e Manitowoc (de Gondomar).

Também entre as 08.00 horas e as 09.00 horas, partirão da Casa Sindical, junto à estação de Campanhã, no Porto, oito a 10 autocarros.

A CGTP promoveu uma manifestação para o próximo sábado, em Lisboa, para protestar contra as medidas de austeridade aplicadas pelo Governo.

Os subscritores do manifesto "Que se lixe a troika! Queremos as nossas vidas!" também já apelaram à participação na manifestação do Terreiro do Paço.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG