PSP

Sete detidos e 48 feridos junto ao Parlamento

Sete detidos e 48 feridos junto ao Parlamento

Sete pessoas detidas pelo crime de desobediência e 48 feridos é o balanço provisório dos confrontos que ocorreram junto ao Parlamento, após uma carga policial para desmobilizar centenas de manifestantes, que lançaram pedras e diversos objetos sobre os agentes policiais.

O porta-voz do comando metropolitano de Lisboa da PSP, subcomissário Jairo Campos, fez ao jornalistas o balanço provisório até as 20.55 horas do incidente ocorridos em dia de greve geral, junto ao Parlamento, tendo adiantado que as sete pessoas detidas vão quinta-feira a tribunal.

Jairo Campos explicou que, antes da carga policial, os elementos do corpo de intervenção da PSP fizeram duas advertências para os manifestantes dispersarem e estes não abandonaram o local.

Segundo o porta-voz, cinco pessoas foram detidas junto ao parlamento e outras duas nas imediações.

Dos 48 feridos ligeiros, 21 são elementos da PSP e 27 são manifestantes.

De entre os elementos da PSP feridos dois necessitaram de tratamento hospitalar e 17 manifestantes.

Jairo Campos disse ainda que os ferimentos dos polícias se deveram as arremesso de pedras da calçada por parte dos manifestantes.

PUB

A PSP identificou várias pessoas, estando agora a averiguar a sua intervenção nos confrontos.

Questionado sobre a ação da polícia nas próximas horas, a mesma fonte disse apenas que a PSP está preparada para a possibilidade de ocorrerem mais distúrbios durante a noite, não adiantando se foi decidido algum reforço policial para a AR e zona próximas.

A PSP marcou uma conferência de imprensa para quinta-feira, às 15.00 horas, na direção nacional em Lisboa para fazer o balanço final dos incidentes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG