Economia

Standard and Poor's mudou para negativo "rating" de Portugal

Standard and Poor's mudou para negativo "rating" de Portugal

A agência Standard and Poor's mudou de estável para negativo as perspetivas sobre o 'rating' de Portugal, defendendo que as demissões no Governo "dificultam as negociações na coligação" em relação ao corte na despesa pública.

A agência de notação financeira disse, em comunicado hoje emitido, que manteve o 'rating' atribuído à dívida de longo prazo de Portugal em 'BB', o segundo nível da escala já considerada como 'lixo', tendo, no entanto, passado as perspetivas ('outlook') de estáveis para negativas, o que significa que a nota de Portugal pode ser alterada no curto prazo.

"Consideramos que as demissões [no Governo] dificultam as negociações da coligação sobre as medidas de revisão da despesa pública. Estas medidas foram apresentadas pelo Governo à Comissão Europeia, ao Banco Central Europeu e ao Fundo Monetário Internacional como parte da sétima revisão da 'troika' ao programa de apoio financeiro de Portugal, mas ainda têm de ser aprovadas no parlamento e, por isso, exigem o apoio do partido mais pequeno da coligação", o CDS, justifica a instituição.

A S&P referiu ainda que acredita que "as demissões podem complicar a adoção de medidas orçamentais adicionais que possam ser precisas para cumprir as exigências do programa", destacando "o risco aumentado de as negociações da coligação falharem, levando a eleições antecipadas".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG