Recolher obrigatório

Pingo Doce vai abrir às 6.30 horas nos dois próximos fins de semana

Pingo Doce vai abrir às 6.30 horas nos dois próximos fins de semana

A maior parte das lojas Pingo Doce vai antecipar o horário de abertura para as 6.30 nos dois próximos fins de semana. O encerramento será às 22 horas.

Na sequência das restrições de circulação impostas pelo Governo nos 121 concelhos mais afetados pela pandemia, a maioria dos supermercados Pingo Doce, do grupo Jerónimo Martins, vai alargar o horário de funcionamento nos dois próximos fins de semana, com as lojas a abrirem às 6.30 e a encerrarem às 22 horas.

Fonte da Jerónimo Martins confirmou ao JN que a decisão surge na sequência das "limitações à circulação impostas pelo estado de emergência nos próximos sábado e domingo, e tendo em conta também a possibilidade de haver restrições adicionais à circulação entre concelhos".

Desta forma, acrescentou, a cadeia de supermercados visa " evitar a concentração de pessoas nas lojas no período da manhã".

De recordar que a compra de alimentos é uma das exceções ao recolher obrigatório nos concelhos de alto risco, promulgado no passado domingo por Marcelo Rebelo de Sousa.

Continente "está a analisar a situação"

PUB

Já a Sonae, dona da cadeia Continente, admite que, "tal como aconteceu na primeira vaga da pandemia", está a "analisar a situação" e irá "ajustar os horários" das lojas a cada concelho, de forma a "maximizar a segurança e o conforto" dos clientes.

E acrescenta que, "neste momento já antecipámos o horário de abertura de algumas lojas para as 8 e estamos também a estender os horários de encerramento". Em causa estão, sobretudo, lojas da cadeia Bom Dia, que fechavam às 20.30 horas e que agora passam a encerrar às 22, nos concelhos de risco, mas esta é uma questão que é "ajustada diariamente".

Para que o consumidor possa saber, a todo o momento, o horário de funcionamento dos espaços Continente, a insígnia diz que está a garantir que os horários estão disponíveis e sempre atualizados online e no Google Maps".

Minipreço e Clarel com "horários flexíveis"

Contactado pelo Dinheiro Vivo, o grupo Dia, dono do Minipreço e da Clarel, explica que, "durante esta fase", as lojas das duas cadeias"terão horário flexíveis" de abertura e fecho, "adaptados às localidades" onde estão inseridas. "Como insígnia de proximidade, devemos continuar a servir da melhor maneira possível os nossos clientes, adaptando horários em função das especificidades de cada localidade", frisa fonte oficial. Para conhecer quais os supermercados Minipreço com alteração de horários, consulte a informação disponível no site da marca.

Mercadona mantém horários sem alterações

Na Mercadona não haverá mexidas nem na abertura nem no encerramento. "Vamos manter o horário de funcionamento habitual (9-21:30 horas) por forma a conseguirmos assegurar o normal abastecimento aos portugueses, garantindo sempre a segurança e saúde dos nossos colaboradores e clientes", avançou oficial da marca ao Dinheiro Vivo.

Lidl com horários habituais

Também os supermercados Lidl vão funcionar, no próximo fim de semana, sem qualquer alteração nos seus horários habituais e que podem ser consultados aqui. "Este fim de semana, os clientes poderão continuar a contar com o Lidl, realizando as suas compras com tranquilidade, ao longo de toda a tarde de sábado e domingo. Não é por isso necessário ir a correr às lojas da parte da manhã, podendo os clientes utilizar este tempo para tratar de assuntos que só poderão ser tratados até as 13h", refere fonte oficial do grupo.

Contactada também, a Auchan está, ainda, "a analisar esta questão", não avançando mais pormenores sobre o tema.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG