Aviação

TAP já recebeu primeira tranche de 250 milhões

TAP já recebeu primeira tranche de 250 milhões

A TAP já recebeu a primeira tranche de 250 milhões de euros da ajuda de Estado para fazer face às necessidades urgentes de tesouraria - que no total poderão chegar aos 1,2 mil milhões de euros, conforme acordado por Bruxelas.

"A assinatura do decreto-lei, a resolução do Conselho de Ministros e a assinatura dos documentos que consubstanciam o acordo e o contrato de financiamento permitiram que a primeira fatia do empréstimo fosse desbloqueada", explicou ao JN/Dinheiro Vivo o Ministério das Finanças.

Estes 250 milhões de euros, que vão ser canalizados para fazer face a despesas como o pagamento de salários, foram transferidos na sexta-feira, quando foi assinado o contrato de empréstimo. E chegam ainda antes do novo CEO a quem caberá a tarefa de desenhar o plano de reestruturação de que Bruxelas fez depender o empréstimo.

O Governo quer contratar gestão privada de topo num concurso internacional, mas até lá terá de encontrar quem assuma a gestão - e a redução da operação, despedimentos e emagrecimento da transportadora -, uma vez que, conforme frisou Pedro Nuno Santos, a saída de Antonoaldo Neves deve acontecer de imediato. Substituição que não se tem revelado tarefa fácil. O Estado, hoje com 72,5% na companhia e poder de decisão, tem seis meses para enviar a Bruxelas a reestruturação. Decidido está já que, em agosto, os trabalhadores da TAP deixam de estar em lay-off - situação que afetava a maioria dos mais de nove mil trabalhadores desde abril -, ainda que se mantenham reduções de horário.

Montijo é para avançar

Ontem no Parlamento, o ministro das Infraestruturas reiterou a importância para a TAP e para o país de manter os planos de um novo aeroporto que amplie a capacidade de Lisboa. "Sabíamos antes da pandemia que tínhamos um aeroporto esgotado e estaríamos a recusar milhares de voos. O tempo que demora a conseguir o novo é mais ou menos o que demora até à recuperação do setor de aviação", defendeu. Para o projeto avançar, porém, é necessário que os municípios envolvidos deem luz verde - Seixal e Moita ainda não o fizeram.

PUB

Consultora e banco

A TAP vai contratar uma consultora de recursos humanos para fazer a avaliação dos gestores e outros quadros da empresa. Irá também contratar um banco de investimento para a reestruturação.

PS pelos emigrantes

Os deputados do PS entregaram um requerimento a pedir esclarecimentos ao Governo e à TAP sobre a anulação de voos que prejudicam os emigrantes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG