Greve

TAP surpreendida com greve que poderá custar 70 milhões

TAP surpreendida com greve que poderá custar 70 milhões

A TAP manifestou-se, esta quarta-feira, surpreendida com a decisão do Sindicato dos Pilotos de uma greve de 10 dias e o "impacto brutal" que esta poderá impor à companhia, calculando um prejuízo superior a 70 milhões de euros.

"A TAP tem estado sempre em negociações, nunca abandonou a mesa das negociações e foi surpreendida com a decisão do Sindicato dos Pilotos de aprovar uma greve de 10 dias, com início a 1 de maio deste ano", disse hoje à agência Lusa fonte oficial da transportadora aérea, lembrando que foi informada da decisão, mas que ainda não recebeu qualquer pré-aviso.

Uma eventual greve de 10 dias terá "um impacto brutal" para a TAP, avaliada em pelo menos 70 milhões de euros, a que acrescem valores "não quantificáveis", que têm a ver com a "confiança do mercado, montante que não é quantificável", destacou a mesma fonte.

A empresa considera que a posição assumida pelo Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) "é altamente lesiva para a TAP e para a Economia portuguesa e vem ao arrepio do que estava acordado" com o sindicato dos pilotos.

A transportadora aérea manifesta a esperança de que "o bom senso" prevaleça nesta questão da greve, em relação à posição assumida pelo sindicato.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG