Economia

Taxa de desemprego em Portugal atinge novo recorde de 10,8%

Taxa de desemprego em Portugal atinge novo recorde de 10,8%

A taxa de desemprego em Portugal chegou aos 10,8% em Abril, com o país a subir uma posição e a registar a quarta taxa mais elevada da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico.

A percentagem da população activa no desemprego em Portugal, medida pela OCDE, subiu 0,2 pontos percentuais em Abril, face aos 10,6 por cento observados em Março, alcançando um novo recorde dos últimos 20 anos.

Portugal ultrapassou assim a Hungria, que em Março era o quarto país com a taxa de desemprego mais elevada.

Entre os países da OCDE, Espanha mantém-se como o que apresenta a taxa mais elevada (19,7 por cento), seguido da Eslováquia (14,1%) e Irlanda (13,2%).

As taxas de desemprego mais baixas foram observadas na Coreia do Sul (3,7%) e Holanda (4,1%).

No conjunto dos países da OCDE, a taxa de desemprego manteve-se estável nos 8,7%, com o número de desempregados a subir 3,3 milhões para 46,5 milhões de pessoas.

No conjunto da zona euro, a taxa de desemprego subiu dos 10% observados em Março para os 10,1%.  

PUB

No início do mês, a primeira estimativa do Eurostat para a taxa de desemprego em Portugal em Abril apontava igualmente para os 10,8 %.

Na ocasião o secretário de Estado do Emprego e Formação Profissional, Valter Lemos, contrapôs esta estimativa do gabinete de estatísticas europeu com a tendência de queda observada em Abril no número de inscritos nos centros de emprego.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, a taxa de desemprego observada no primeiro trimestre fixou-se nos 10,6 por cento.

O Governo estima que Portugal chegue ao final do ano com uma taxa de desemprego de 9,8 por cento, projectando que a recuperação do mercado laboral se dê com mais intensidade no segundo semestre.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG