Exclusivo

Têxteis do Vale do Ave começam a recuperar

Têxteis do Vale do Ave começam a recuperar

A indústria do têxtil e vestuário exportou, em maio deste ano, mais de 433 milhões de euros, o que representa um aumento de 28,2% face ao mesmo mês de 2020, segundo os números divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Há uma quebra de 6,3% face ao mesmo período de 2019, mas aquele também foi o melhor maio de sempre desde que o INE começou a divulgar os valores das exportações.

Para as associações desta indústria, o ano de 2020 foi tão mau, que a comparação da evolução das exportações é feita com 2019. Neste capítulo, nos primeiros cinco meses do ano, as exportações do têxtil e vestuário ainda estão 2,1% abaixo do ano de 2019, mas já superam 2020 em 17,7%. Ou seja, a recuperação está a acontecer na maioria dos subsetores da indústria, que prolifera no Vale do Ave, mas que também tem forte presença nos vales do Cávado, Tâmega e Sousa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG