Zona Euro

Troika regressa a Portugal na segunda-feira

Troika regressa a Portugal na segunda-feira

A troika vai regressar a Portugal na próxima segunda-feira para uma visita intercalar, na sequência do chumbo do Tribunal Constitucional a quatro normas do Orçamento do Estado, disse esta sexta-feira, em Dublin, o ministro das Finanças Vitor Gaspar.

"A troika [Banco Central Europeu, Fundo Monetário Internacional e Comissão Europeia] irá regressar a Lisboa na próxima segunda-feira", afirmou Vítor Gaspar, em declarações aos jornalistas à margem da reunião informal de ministros das Finanças da União Europeia (UE), a decorrer na capital irlandesa.

Também o comissário europeu dos Assuntos Económicos, Olli Rehn, à chegada à reunião informal de ministros das Finanças da zona euro, tinha afirmado que a troika ia "a Lisboa na próxima semana".

O comissário europeu reiterou que é "essencial" que os ministros das Finanças da zona euro tomem uma decisão sobre a concessão a Portugal e à Irlanda de mais tempo para o pagamento dos empréstimos concedidos ao abrigo dos programas de resgate.

É "essencial" alcançar um acordo sobre a extensão das maturidades dos empréstimos concedidos pela troika a Portugal e à Irlanda, afirmou Olli Rehn.

O comissário europeu voltou a dizer que, no caso português, a extensão das maturidades deverá estar dependente do cumprimento das metas orçamentais, depois de o Tribunal Constitucional (TC) ter chumbado quatro normas do Orçamento do Estado, o que gerou um "buraco" de 1326 milhões de euros.

O pedido de extensão das maturidades, feito por Portugal e pela Irlanda a 21 de janeiro, deverá dominar a reunião informal de hoje do Eurogrupo, que será seguida por um encontro alargado aos titulares da pasta das Finanças do 27 Estados-membros.

O ministro Vítor Gaspar deverá apresentar aos seus homólogos garantias que os convençam a aprovar uma extensão nas maturidades dos empréstimos, depois do chumbo do TC.