O Jogo ao Vivo

Exclusivo

"UE devia procurar autossuficiência energética até ao extremo"

"UE devia procurar autossuficiência energética até ao extremo"

José Reis, catedrático da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, falou com o JN sobre a dependência energética.

A UE recomendou a redução da dependência energética. São reformas rápidas?

Rápidas não serão de certeza. Falamos de uma dependência forte e de um tipo de fornecimento que não se muda de um dia para o outro. A enorme intensidade energética das economias leva a que os efeitos a alcançar só sejam visíveis a médio prazo e a que tenham de corresponder a uma alteração muito profunda do paradigma. Há dois termos nessa quebra da dependência: um tem a ver com a intensidade energética, que só diminuirá se organizarmos a economia de outro modo. O outro é a lógica de autossuficiência da Europa, que deveria ser procurada até ao extremo. Em Portugal, a aposta nas renováveis é um bom exemplo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG