PROCURA UMA EMPRESA?

PESQUISE POR NOME, NIF OU MARCA, GRATUITAMENTE!

Relatórios de todas as empresas portuguesas

Economia

"Um milhar" de trabalhadores dos transportes quer rescisão

"Um milhar" de trabalhadores dos transportes quer rescisão

O secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, disse hoje que cerca de "um milhar de trabalhadores" das empresas públicas do setor já mostrou disponibilidade para assinar rescisões por mútuo acordo.

"Temos pedidos" de rescisões por parte dos trabalhadores das empresas públicas de transportes, afirmou aos jornalistas o secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, após uma reunião com estruturas representativas dos trabalhadores destas empresas.

"São algumas centenas, eu não tenho o número certo. Sei que se aproxima de um milhar [o número] de trabalhadores que neste momento pediu condições para fazer rescisão por mútuo acordo", acrescentou, quando questionado sobre o número de funcionários que teriam demonstrado esta disponibilidade.

Sérgio Monteiro disse que o número de rescisões nas empresas públicas de transportes vai depender da avaliação que será feita pelas novas administrações, que resultarão da fusão do Metropolitano de Lisboa com a Carris, da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) com o Metro do Porto e da Transtejo com a Soflusa.

Sérgio Monteiro garantiu ainda que, caso sejam feitas rescisões, estas serão realizadas "num clima de paz social".

Hoje, o ministro da Economia e do Emprego disse que, em 2011, houve uma redução de 1900 trabalhadores nas empresas públicas de transportes.

"A reestruturação [das empresas públicas de transportes] está a ser feita de forma consensual, em consonância com os trabalhadores, e foi por isso que, em 2011, houve uma redução de 1900 efetivos do setor dos transportes", afirmou Álvaro Santos Pereira, à margem da assinatura de aditamentos aos contratos de concessão entre o Estado e a REN.