Economia

UE admite saída de Portugal do Procedimento por Défice Excessivo

UE admite saída de Portugal do Procedimento por Défice Excessivo

O vice-presidente da Comissão Europeia responsável pelo Euro e Estabilidade, Valdis Dombrovskis, considerou, esta sexta-feira, que Portugal tenderá a sair do Procedimento por Défice Excessivo se as tendências positivas se confirmarem, nomeadamente nas estatísticas oficiais de abril.

Em resposta às questões colocadas pelos grupos parlamentares, o responsável letão enumerou que para o país abandonar o Procedimento por Défice Excessivo (PDE) será necessário que as "tendências [sobre os valores do défice] se confirmem".

"Vamos usar o Eurostat de abril", lembrou o responsável, numa referência à estatística oficial europeia que fixará os valores das contas públicas de 2016, e acrescentando que nas previsões económicas e financeiras da primavera também haverá nova avaliação, em maio.

No caso de progressos positivos, Dombrovskis referiu, na Assembleia da República, que "Portugal tenderá a sair do Procedimento por Défice Excessivo".

Na sua intervenção inicial, o comissário reafirmou a necessidade de medidas ambiciosas no Programa Nacional de Reformas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG