A Transdev, maior transportadora global da Europa, está centrada no esforço de apoiar a descarbonização, garantiu Xavier Aymonod, diretor de estratégia e inovação da empresa, na Lisbon Mobi Summit.

Lisbon Mobi Summit

Empresas de transportes vão demorar a eliminar o diesel e o gás

Empresas de transportes vão demorar a eliminar o diesel e o gás

O responsável da empresa francesa admitiu, no entanto, que o objetivo tem algumas limitações e um custo elevado. Em causa está uma frota de mais de mil autocarros, dos quais 70% ainda funcionam a diesel, 11% a gás e apenas 5% a eletricidade.

Atendendo a que a rentabilidade da operação requer que os camiões têm de cumprir o seu período de vida útil, a substituição dos mesmos antes de decorrido esse período comporta custos muito elevados, observou.

Falando no painel da manhã sobre descarbonização dos transportes, Xavier Aymonod referiu que a empresa tem uma visão ampla de como deve evoluir. Assumindo que o seu negócio de todos os dias é apoiar a descarbonização, o responsável considera que esse esforço deve ser feito em três eixos. Em primeiro lugar, atraindo mais pessoas para os transportes públicos, aumentando a oferta e melhorando a sua experiência. Em segundo, apostando no transporte "on demand", que flexibiliza o serviço, por exemplo, com serviços de navetes, que podem levar as pessoas aonde precisam, através de uma aplicação móvel. E, por último, apostando num mix de modalidades de transporte para ajudar a reduzir a poluição.

Ver mais sobre a Lisbon Mobi Summit

ver mais vídeos