Torre eólica com 30 metros de altura saiu do porto de Ferrol, na Galiza, e deve chegar ao largo de Viana do Castelo até ao final da semana. Vai integrar o primeiro parque eólico flutuante semissubmersível do mundo.

Energia

Última turbina eólica do WindFloat a caminho do mar de Viana do Castelo

Última turbina eólica do WindFloat a caminho do mar de Viana do Castelo

As outras duas turbinas - instaladas em outubro e dezembro do ano passado - já estão operacionais e ligadas à rede elétrica nacional, para a qual irão produzir energia.

Com uma capacidade instalada de 25 MW, quando estiver operacional, o parque eólico será capaz de gerar energia suficiente para fornecer o equivalente a 60 mil famílias por ano.

As três plataformas flutuantes foram construídas num trabalho de cooperação ibérica: duas saíram dos estaleiros de Setúbal (Portugal) e a terceira dos estaleiros de Avilés e Ferrol (Espanha).

O projeto recorre à tecnologia WindFloat, que permite que as três plataformas sejam ancoradas a uma profundidade de 100 metros, minimizando o impacto ambiental e facilitando o acesso a recursos eólicos sem explorar águas profundas.

Saiba mais aqui.

Outras Notícias