Economia

Zona Euro sai da recessão

Zona Euro sai da recessão

A economia da zona euro cresceu 0,4 por cento no terceiro trimestre deste ano face ao trimestre anterior, confirmando a saída da recessão técnica, segundo o Eurostat.

No entanto, quando comparado com o período homólogo, os países da zona euro registaram uma quebra de 4,1 por cento.

De acordo com o organismo oficial de estatísticas da União Europeia, toda a União Europeia saiu da recessão técnica uma vez que o Produto Interno Bruto (PIB) da Europa a 27 cresceu 0,2 por cento no mesmo período, quando comparado com o trimestre anterior, em que as taxas de crescimento foram negativas em 0,2 por cento, para a zona euro, e negativas em 0,3 por cento para o conjunto dos 27 países que constituem a União Europeia.

Face ao mesmo período de 2008, as contas divulgadas pelo Eurostat mostram que o PIB diminuiu 4,1 por cento na zona euro e 4,3 por cento na UE a 27, depois de se ter contraído 4,8 e 4,9 por cento, respectivamente, de Abril a Junho.

Melhor que Portugal, só a Grécia

Olhando para a tabela dos países que compõem a União Europeia, constata-se que o comportamento da economia portuguesa está entre os melhores. Só a Grécia, com uma quebra de 1,6 por cento no PIB, quando comparado com o período homólogo, tem um resultado melhor. A França registou, tal como Portugal, uma quebra de 2,4 por cento face aos meses de Julho a Setembro.

Já no que diz respeito ao crescimento face ao trimestre anterior (subida de 0,9 por cento), Portugal continua com resultados melhores do que a zona euro e do que a União Europeia, algo que acontece desde o último trimestre do ano passado.

Só a Lituânia e a Eslováquia cresceram mais do que a economia nacional, com 6 e 1,6 por cento, respectivamente. Ao nível de Portugal (0,9 por cento) está a Áustria e no extremo oposto da tabela está a Estónia, com uma descida de 2,8 por cento face ao PIB do trimestre anterior.

A maior economia europeia, a Alemanha, cresceu 0,7 por cento no terceiro trimestre, depois de ter registado uma subida de 0,3 por cento no trimestre anterior (tal como Portugal).

Espanha, por seu lado, continua em terreno negativo, registando ainda uma contracção de 0,3 por cento (-4 por cento quando comparado com o terceiro trimestre do ano passado).

Ainda em recessão estão também as economias da Estónia, Grécia, Espanha, Chipre, Hungria, Roménia e o Reino Unido, este último com uma descida de 0,4 por cento no PIB, mas melhorando face à quebra de 0,6 por cento no segundo trimestre, que já assim era melhor que a descida de 2,5 por cento nos primeiros três meses deste ano (comparando com o último trimestre de 2008).

Outros Artigos Recomendados