Economia

Zona euro volta a crescer 1,6% no 3.º trimestre

Zona euro volta a crescer 1,6% no 3.º trimestre

A economia da zona euro voltou a crescer 1,6% no terceiro trimestre do ano, face ao período homólogo de 2015, e 0,3% comparativamente ao trimestre anterior, de acordo com dados hoje publicados pelo Eurostat.

Segundo o gabinete oficial de estatísticas da União Europeia, entre julho e agosto também o Produto Interno Bruto (PIB) do conjunto dos 28 Estados-membros da UE cresceu novamente 1,8% em termos homólogos e 0,4% na comparação com o período entre abril e junho.

No segundo trimestre de 2016, a economia havia registado precisamente a mesma evolução tanto no espaço monetário único (1,6% em termos homólogos e 0,3% em cadeia), como no conjunto da UE (1,8% comparativamente ao mesmo período do ano anterior e 0,4% face ao primeiro trimestre do ano).

Também hoje, o Instituto Nacional de Estatística (INE) anunciou que, de acordo com a sua estimativa rápida, a economia portuguesa cresceu 1,6% no terceiro trimestre deste ano em termos homólogos e 0,8% face ao trimestre anterior, acima das previsões dos analistas.

Estes valores, de acordo com o Eurostat, para os 21 Estados-membros relativamente aos quais há dados disponíveis, colocam Portugal com o maior crescimento do PIB no terceiro trimestre do ano face ao trimestre anterior, juntamente com a Bulgária (0,8%), enquanto o crescimento da economia portuguesa em termos homólogos esteve precisamente em linha com a média da zona euro (1,6%).

Face ao mesmo trimestre de 2015, os maiores crescimentos foram registados na Roménia (4,6%), Bulgária (3,5%), Espanha e Eslováquia (ambas com 3,2%), enquanto a Grécia, o único país cuja economia havia contraído no segundo trimestre do ano, registou no terceiro trimestre um crescimento de 1,5% face ao mesmo período do ano passado.