Ensino e formação profissional

A arte do saber fazer e fazer bem

A arte do saber fazer e fazer bem
Produzido por:
Brand Story

O Covid-19 obrigou a suspensão das atividades letivas presenciais e isso obrigou professores e alunos a mudarem os seus métodos. No entanto, houve quem superasse o desafio do ensino à distância com distinção.

As escolas estão a enfrentar um novo desafio. Habituados a formar presencialmente os seus alunos, os professores viram-se obrigados a largar os quadros e a substituí-los por aulas em videochamada.

A situação obrigou a que as escolas encontrassem uma solução rápida e que fosse eficaz, sem descurar o acompanhamento próximo, mas o grande desafio tem sido manter o relacionamento com os alunos, apoiá-los e minimizar os receios que possam sentir neste momento. Para a Escola Profissional FORAVE a situação foi mais célere do que previam, conseguindo planificar novos objetivos e ajudar os alunos com maiores dificuldades tecnológicas.

Considerada uma referência na formação e qualificação de jovens e adultos para os setores de alta empregabilidade da região, situando-se na região industrializada do Médio Ave no concelho de Vila Nova de Famalicão, a Escola apresenta uma atividade no setor secundário superior à média nacional.

Criada em 1990, um dos fatores de sucesso da FORAVE é a postura visionária do seu Projeto Educativo que lhe dá a oportunidade de antecipar as necessidades formativas das empresas, preparar pessoas capazes para trabalhar, prevenir candidatos para os processos de recrutamento, antever as competências profissionais mais valorizadas, contribuir para o aumento da empregabilidade, fomentar o empreendedorismo e a inovação no ambiente escolar e acompanhar a evolução tecnológica.

Se há escola marcada pela distinção e proximidade à realidade, então essa escola é a FORAVE, uma vez que o ambiente escolar é muito próximo da realidade industrial e o contacto com as empresas já faz parte da rotina escolar. A escola procura ainda fomentar a utilização das tecnologias e colocar desafios aos alunos a nível nacional e internacional através de concursos.

A Escola já não se basta a si própria. Como tal, a FORAVE tem caminhado de forma distinta, tendo como retorno o envolvimento das empresas, o aumento da participação dos parceiros na vida escolar e a promoção do mérito e da excelência entre os alunos.

Com o olhar cada vez mais virado para a tecnologia no âmbito das PAP, os estágios são pensados em função da empresa, sendo o recrutamento realizado dentro da escola e a comunicação entre escola e empresas muito ágil.

Não esquecendo a situação atual, a FORAVE alinhou-se com as necessidades do território nas áreas de Automação e Eletrónica; Manutenção Industrial; Gestão/Produção; Materiais/Polímeros e Industriais Alimentares, contando com o apoio das empresas parceiras para manter a qualidade da formação dos alunos.

Outras Notícias