Planalto Beirão

Planalto Beirão

Planalto Beirão

Sensibilizar para mudar

Produzido por:
Brand Story

Informar, educar, consciencializar: é junto da população que se dão os primeiros e os mais importantes passos para melhorar a gestão de resíduos sólidos urbanos no Planalto Beirão. Uma etapa fundamental para conseguir a contribuição de todos, rumo a um futuro mais verde.

Até 2020, a Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão (AMRPB) vai investir mais de 18 milhões de euros na requalificação e modernização do seu sistema de gestão de resíduos sólidos urbanos (RSU). O objetivo? Preservar a região, proteger o seu património natural e melhorar a qualidade de vida dos habitantes.

É precisamente junto de quem vive nos 19 municípios que integram a AMRPB que decorre uma das vertentes fundamentais deste projeto: a de sensibilização e educação ambiental. Pensada para chegar a todas as idades, a iniciativa pretende, em primeiro lugar, promover a redução da produção de resíduos, fornecendo estratégias de consumo inteligente e incentivando a reutilização; e, em segundo lugar, clarificar as regras de separação de resíduos e estimular cada vez mais os habitantes as segui-las, contribuindo para uma maior eficácia em todo o processo. Afinal, este é um trabalho que depende de todos, para que todos possam beneficiar.

Porque é com os mais novos que, muitas vezes, a mudança começa, os palcos privilegiados para a realização das campanhas de sensibilização e informação são as escolas dos municípios aderentes. Ajustadas à idade de quem assiste, estas sessões abordam a importância da redução e reciclagem dos resíduos, fazendo acompanhar a aprendizagem de momentos de lazer, com a distribuição de materiais temáticos e o incentivo à celebração, junto da família, de datas temáticas, como o Dia do Planalto Beirão. Além das escolas, as campanhas passam também por outros espaços, como áreas comerciais e serviços, de forma a garantir o maior alcance possível - e chegando também à internet, com toda a informação relevante disponível à distância de um simples clique. Para ajudar a aplicar, na prática, a teoria aprendida nas sessões, uma das maiores mais-valias desta campanha consiste na distribuição de kits de ecopontos domésticos a mais de 100 mil famílias.

Já nos municípios de Viseu e Seia, onde serão implementados dois projetos-piloto PAYT (Pay As You Throw), em 150 pontos distintos, serão ainda organizadas ações que pretendem esclarecer todos os cidadãos acerca desta tecnologia que propõe um modelo de taxação considerado mais justo para o cidadão, que assim pode ver refletida na fatura do serviço de gestão de resíduos a sua utilização da rede de deposição.

Nem só à população geral, porém, se restringem estas campanhas. No caso dos grandes produtores e comércio, cuja dimensão tem um enorme impacto na produção de RSU, as ações de sensibilização chegam acompanhadas de uma melhoria no sistema de recolha de resíduos trifluxo porta a porta, com três novas viaturas (cujas dimensões permitem o acesso mesmo aos centros urbanos e zonas históricas) e oito novos circuitos de recolha. Para que reduzir, separar e (dar a) reciclar se torne ainda mais fácil e um gesto presente na vida de todos.