PRÓSTATA DE LÉS A LÉS

O "Estado da Arte" do Cancro da Próstata

O "Estado da Arte" do Cancro da Próstata

"Próstata de Lés a Lés" é uma iniciativa conjunta do Jornal de Notícias, Diário de Notícias e TSF, órgãos do Global Media Group com a Associação Portuguesa de Urologia e Associação de Doentes da Próstata. O projeto tem o apoio da farmacêutica Janssen que há várias décadas se dedica à investigação e produção de terapêuticas para esta doença, que todos os anos mata 1900 homens portugueses.

O que é o cancro da próstata?

É um tumor maligno que se desenvolve, na maior parte dos casos, lentamente e sem sintomas. É o cancro mais comum dos homens idosos na Europa e o risco aumenta com a idade. A taxa de sobrevivência é relativamente alta e tem vindo a aumentar.

O que é a próstata?

É uma glândula localizada abaixo da bexiga e à volta da uretra. Apenas os homens têm próstata, responsável pela produção de parte do líquido que constitui o esperma. Uma próstata saudável tem aproximadamente o tamanho de uma noz grande e tem 15-25 mililitros de volume. Com o envelhecimento a próstata aumenta lentamente de tamanho.

Anualmente são diagnosticados cerca de 6600 novos casos de carcinoma da próstata, como tecnicamente é designado, número que tem vindo a aumentar porque há uma maior consciência do risco e, por conseguinte, mais diagnósticos. Apesar de tudo, há mais diagnósticos precoces que fazem a grande diferença quando é preciso iniciar tratamento. A deteção precoce permite quase sempre uma intervenção com maior taxa de sucesso. Nos anos mais recentes, cerca de 85% dos homens diagnosticados em fase inicial conseguiram eliminar a doença.

Sensibilizar para o diagnóstico precoce

"Próstata de Lés a Lés" é um trabalho jornalístico que acompanha a problemática oncológica, viajando de norte a sul do país para tentar perceber, junto dos urologistas portugueses, quais as principais dificuldades e assimetrias no combate a este cancro, o quarto da escala mundial e o primeiro com maior incidência nos homens portugueses, segundo o GLOBOCAN 2020 da International Agency for Research on Cancer. O documento avalia, todos os anos, a incidência e mortalidade por cancro através de dados de cada país, com métodos estatísticos variados que possibilitam dados de alta fiabilidade. Nesses números é indicado que o cancro da próstata é responsável, atualmente, por 3,8% das mortes oncológicas em todo o mundo. Além de questionar profissionais de saúde, o projeto vai também auscultar a população em diversas regiões. Há sobre este assunto um elevado número de mitos associados ao diagnóstico, ao tratamento e ao pós-operatório relacionados sobretudo com disfunção sexual e incontinência urinária.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG