Taça de Portugal Placard

Benfica é rei na Taça de Portugal, FC Porto o maior perseguidor

Benfica é rei na Taça de Portugal, FC Porto o maior perseguidor

O Benfica é, de forma destacada, o clube que mais Taças de Portugal guarda no museu. No total, são 26 troféus para os encarnados e outras onze finais perdidas, o que perfaz 37 jogos. Hoje tem a oportunidade de somar o 27.º título.

A superioridade dos encarnados começou a construir-se nas décadas 40, 50 e 60 do século passado. Neste período de 30 anos, o clube venceu 14 Taças (1939/40, 1942/43, 1943/44, 1948/49, 1950/51, 1951/52, 1952/53, 1954/55, 1956/57, 1958/59, 1961/62, 1963/64, 1968/69, 1969/70). Na década seguinte, apenas levantou o troféu em duas ocasiões (1971/72 e 1979/80), mas os anos 80 voltaram a ser de glória para as águias nesta competição, com vitórias nas épocas 1980/81, 1982/83, 1984/85, 1985/86 e 1986/87. A partir daqui o Benfica começou a vencer o troféu de forma mais espaçada. Venceu em 1992/93, 1995/96, 2003/04, 2013/14 e, mais recentemente, em 2016/17 - triunfo por 2-1 frente ao V. Guimarães.

E se é o emblema da Luz o mais titulado, o FC Porto é o que se segue e também aquele que mais finais da Taça de Portugal perdeu. Os azuis e brancos têm 17 troféus e perderam 14 outros, uma marca idêntica à do Sporting, que tem os mesmos 17 títulos e 12 finais perdidas. Mas falemos então dos dragões. Ao contrário do Benfica, o FC Porto começou a ganhar muito mais nas décadas recentes. Se até 1990 foram apenas seis conquistas (1955/56, 1957/58, 1967/68, 1976/77, 1983/84, 1987/88), os anos seguintes foram de festa recorrente na cidade Invicta. Nos referidos anos 1990, os portistas ergueram a Taça por quatro vezes (1990/91, 1993/94, 1997/98, 1999/00) e nos últimos vinte anos venceram em sete ocasiões (1990/91, 1993/94, 1997/98, 1999/00, 2000/01, 2002/03, 2005/06, 2008/09, 2009/10, 2010/11, 2019/20).

Depois de FC Porto, Sporting e Benfica, os clubes com mais finais perdidas são o Vitória de Setúbal, com sete, o Vitória de Guimarães, com seis, o Belenenses, com cinco, e o Braga, com quatro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG