Conteúdo Patrocinado

"Nenhum colaborador meu vai ganhar menos de 750 euros"

"Nenhum colaborador meu vai ganhar menos de 750 euros"
Produzido por:
Brand Story

Com 17 anos de existência, a Laskasas sabe quão útil é reter o talento que tem. Por isso, está disposta a pagar mais do que o ordenado mínimo nacional aos seus colaboradores e, talvez por isso, seja uma das líderes do mercado de mobiliário nacional, com três polos fabris, dezenas de lojas em Portugal, presente em 60 países e um aumento de faturação de 11% ou 12% em 2021.

"Posso dar-lhe em primeira mão que, a partir de janeiro, nas empresas todas, o salário mínimo do grupo vai ser 750 euros", revelou Celso Lascasas, Fundador da marca Laskasas. "Nenhum colaborador meu vai ganhar menos de 750 euros, [quer] entrando a partir de amanhã ou os que já cá estejam", sublinhou o empresário.

Ao homem que aos 14 anos começou como aprendiz de marceneiro nas empresas de móveis de Paredes e hoje é dos maiores empresários do setor não escapou a necessidade de captar e reter talentos no setor. "É isso que eu transmito aos meus recursos humanos, a retenção de talento, caçar o talento lá fora, temos cada vez mais de ter esse cuidado", afiançou.

É essa a razão por que Celso Lascasas está disposto a ir 6,38% além do fixado para o salário mínimo nacional. "Em princípio será 705 euros que eles [governo e concertação social] estão a debater, mas o nosso, o do grupo, vai aumentar para 750."

Celso Lascasas afirma saber hoje, após 17 anos à frente do grupo que criou, que as empresas são as pessoas que lá estão dentro. "Eu sou o fundador, mas eu não cresço dois dígitos se as pessoas não vierem para aqui acrescentar valor", garantiu. Este ano, com o difícil ano de 2021 quase a terminar, o empresário disse já saber que vai ter um aumento de faturação de 11% ou 12%, depois de um ano pandémico de 2020 em que bateu todos os recordes de faturação: 23 milhões de euros.

Assista ao vídeo e descubra mais sobre a estratégia ganhadora da Laskasas, cujo fundador afirma que, daqui a 10 anos, vai estar entre "as 50 melhores marcas mundiais"!

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG