Conteúdo Patrocinado

Vagos, a vila do distrito de Aveiro que o leva até onde quer ir

Vagos, a vila do distrito de Aveiro que o leva até onde quer ir
Produzido por:
Brand Story

Palco de praias para todos os gostos e o melhor marisco e peixe fresco que pode encontrar, faça uma viagem até ao centro do nosso País e desfrute de uma vila que o deixa ir até onde quiser.

Quando está a definir um destino de férias o que tem em conta? Um destino turístico com mar, floresta, grandes praias, zonas protegidas, ótimos passadiços e ainda um local que o inspire e rejuvenesça quer vá a dois, com filhos e em família, ou ainda só para rumar à aventura?

Se ainda não sabe onde pode encontrar tudo isso num só local nós ajudamos. Viaje em direção a Vagos, o destino de eleição no centro de Portugal para descansar entre o mar, a floresta e a ria, onde também vai encontrar praias espaçosas para estender a toalha (e evitar a areia dos mais pequenos quando correm para a água) e as artes de pesca ancestrais e zonas protegidas para passear e conhecer espécies únicas.

Este destino vai juntar o contacto com a natureza aos moinhos e azenhas, casas agrícolas e passeios ao final do dia, com a luz do sol já a cair, pelos passadiços das praias e da Quinta do Ega que juntam todos os ingredientes para viver uns dias revigorantes e inspiradores.

Da aventura ao descanso, o lado ainda mais espiritual de Vagos

Se o desejo é descansar de forma ativa, Vagos é um ótimo destino, uma vez que alia a beleza natural da paisagem à promoção de um estilo de vida saudável. Este concelho da Região Centro de Portugal tem várias assimetrias e é lá que pode caminhar durante 5km de passadiços de madeira sobre o cordão dunar, ou ainda percorrer rotas pedestres, onde pode conhecer várias espécies de flora e fauna que são personagens principais destas zonas.

Para além disso, é num passeio pela Quinta do Ega, bem no centro da vila de Vagos, que vai conseguir descansar ou fazer um piquenique nas mesas coloridas do parque de merendas na Gafanha da Boa Hora. É de aventura que procura? Então vai encontrar várias atividades náuticas.

Como dissemos - e nunca para o enganar -, Vagos é um espaço para todos os gostos e isso não é exceção na sua vertente mais espiritual. Assim, este concelho é um espaço de peregrinação e devoção. O Santuário de Nossa Senhora de Vagos remonta ao século XIII e as várias lendas da terra ajudam a passar um culto que ainda hoje se manifesta pelo concelho. Das modestas capelas às antigas igrejas matrizes, a vila de Vagos e a vizinha Soza são palco de várias lendas e histórias ainda por contar.

A cultura a brincar ou ao som do vento

Vagos é palco de uma vasta cultura, que vai desde os miúdos aos graúdos. O Museu do Brincar de Vagos é mais do que um museu onde pode levar os seus filhos para ver brinquedos. Dentro deste museu vão conseguir, em família, fazer uma viagem no tempo e conhecer como se brincava - e com o quê - em várias fases da nossa história. Datados de várias décadas dos séculos passados, a certeza é a de que pais, avós e filhos vão encantar-se com este espaço.

Por outro lado, os Moinhos de São Romão também merecem ser paragem obrigatória, onde se pode observar vários estágios de conservação. Os moinhos de vento giratórios são inventividade local, uma vez que era necessário aproveitar o vento da região para a moagem de cereais.

Já as Azenhas do Boco, são o local ideal para o romance, tendo um cenário pitoresco e saída de um livro de contos. Entre a vegetação abundante e num vale iluminado pelo sol, conheça as azenhas, principalmente a azenha de Ouca, no Parque da Fonte, para desfrutar da fonte centenária e forno comunitário.

Com areia nos pés e sal no cabelo, a escolha de praia ideal

Praia da Vagueira, praia do Areão e praia do Labrego. Estas são as praias que deve ter em mente quando visitar a vila de Vagos. A Praia da Vagueira destaca-se pelo seu longo areal, ladeado por passadiços e pelo paredão que convida a longos passeios com vista para o mar. Para além disso, vai testemunhar a mais antiga forma de pesca no mundo, onde pequenos barcos enfrentam as ondas para largar as redes.

Já a praia do Areão é a escolha certa se procura um areal mais tranquilo e recatado, sendo a preferida das famílias que procuram tranquilidade, sem perder o conforto e a conveniência de uma praia vigiada. Por fim, a praia do Labrego é distinta por ser uma pequena praia muito procurada pelos surfistas pelas boas condições do mar.

O melhor que há para degustar

Vagos é palco de grandes especialidades gastronómicas de eleição. O prato mais conhecido é a magnifica caldeirada de enguias, com uma cor e sabor únicos. Mais do que as enguias, esta vila tem bons mariscos da ria, as papas de abóbora, o leitão, a chanfana, as sainhas e as favadas à gandaresa.

Como se não bastasse, conta também com um bom peixe fresco, apanhado todos os dias. Se quiser fazer parte do que come, em Vagos pode ainda ajudar a puxar as redes cheias de robalos, douradas e cavalas que mais tarde vão para o seu prato.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG