Conteúdo Patrocinado

À descoberta de Ponte de Lima em dois dias

À descoberta de Ponte de Lima em dois dias
Produzido por:
Brand Story

Um dia na vila mais antiga de Portugal é inesquecível, mas dois dias é um itinerário de sonho para conhecer as principais atrações de Ponte de Lima. Faça as malas e deixe-se envolver pela natureza, gastronomia, costumes e tradições limianas.

De manhã é que se começa o dia e, rumo a Ponte de Lima, existe uma grande diversidade de atividades, experiências e atrações genuínas que não pode perder. Num único fim de semana é impossível descobrir tudo o que o concelho tem para oferecer, mas com este itinerário de dois dias vai ficar a conhecer as principais tradições da vila mais antiga de Portugal.

À chegada, lá está a ponte do Rio Lima. Algumas coisas nunca mudam e ainda bem. Afinal de contas, são os vinhos, a gastronomia, os costumes e as romarias tradicionais que diferenciam esta vila castiça e peculiar do Alto Minho. Uma passagem pelo centro histórico, com um rico património arquitetónico, leva-nos a visitar um dos espaços museológicos à escolha: Museu dos Terceiros, Museu do Brinquedo, Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde, Centro de Interpretação da História Militar de Ponte de Lima, Centro de Interpretação do Território ou, brevemente, o Centro de Interpretação da Mesa dos Quatro Abades.

Uma terra de história e histórias, mas também de espaços verdes coloridos e poéticos. Do Parque Temático do Arnado ao Festival Internacional de Jardins (que regressa este ano entre 28 de maio e 31 de outubro), não faltam jardins que convidam a passeios numa paisagem encantadora. À saída, o Açude é um dos muitos restaurantes locais onde pode saborear ao almoço os pratos típicos de Ponte de Lima: Arroz de Sarrabulho, Lampreia do Rio Lima e Leite-creme queimado.

Para que não fique sem provar o famoso Vinho Verde de Ponte de Lima, visite à tarde uma Quinta de Enoturismo com prova de vinho incluída. Contacte as empresas de animação turística que realizam estas atividades ou, diretamente, a Quinta que mais o cativa. Não vão faltar atividades agrícolas, experiências e animações relacionadas com as vindimas, maneio de gado, trabalhos de horta e jardins. Por volta das 20h, assista a um espetáculo de teatro, música ou dança no Teatro Diogo Bernardes, cuja arquitetura à italiana não deixa ninguém indiferente.

Após uma bela noite de descanso, no berço do Turismo de Habitação, o segundo dia arranca com uma bela caminhada por uma das quatro ecovias existentes. Respire o ar puro das montanhas e maravilhe-se com as paisagens exuberantes. Os mais aventureiros podem (e devem) arriscar-se pelo percurso da mesa dos Quatro Abades, onde o contacto com a natureza e os animais selvagens é puro. Se tiver tempo, não abdique de uma visita à Área Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro De Arcos. Uma área total de cerca de 350 hectares com mais de 500 espécies de plantas e espécies animais.

Para petiscar, faça uma breve paragem para uma degustação de produtos limianos como enchidos, presunto, broa de milho e o refrescante Vinho Verde de Ponte de Lima. Já para queimar as calorias do almoço, tem à sua disposição uma panóplia de atividades na natureza como passeios de cavalo, voltas de barco, canoagem, descidas ao rio em Kayak, BTT, pesca, slide, escalada e montanhismo. Não regresse a casa sem visitar as tão populares tabernas locais, onde se servem saborosos petiscos ricos em tradição, que nos fazem viajar e querer voltar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG