Lusa

Alienação Parental: Associação portuguesa pede penalização dos progenitores

Alienação Parental: Associação portuguesa pede penalização dos progenitores

Lisboa, 24 abr (Lusa) - Uma mudança legislativa que penalize os pais que manipulam os filhos contra o outro progenitor, a formação dos juízes e a obrigatoriedade da mediação familiar são medidas consideradas urgentes pela Associação Portuguesa para a Igualdade Parental e Direitos dos Filhos.

Associações de Portugal, Espanha e Brasil juntaram-se numa iniciativa pioneira e elaboraram um documento para assinalar o Dia Internacional de Consciencialização sobre a Alienação Parental, que se comemora no domingo.

A data serve para chamar à atenção dos diferentes agentes políticos e judiciais, e dos cidadãos em geral, para o fenómeno da Alienação Parental, identificado em 1985 pelo psiquiatra norte-americano Richard Gardner. Consiste em comportamentos de um pai/mãe em manipular o seu filho para predispô-lo contra o outro progenitor e a sua família, situação cada vez mais frequente depois de um divórcio ou separação e mesmo em famílias não separadas.

Este texto da agência Lusa foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG